A escola onde professores andam armados



Funcionários e professores de uma escola em Fayetteville, Texas (EUA) andam armados, buscando proteger os estudantes. “Passamos por treinamento psicológico e também sobre como portar uma arma de fogo. Tudo isso para garantir que sabemos manejá-la. Assim, todos podem andar armados nas dependências da escola”, diz Jeff Harvey, superintendente da escola. O presidente Donald Trump defende a prática, sugerindo que as armas não fiquem à mostra, para que eventuais loucos que invadam a escola não saibam quem está armado e quem não está. Na cidade de Fayetteville não há delegacia de polícia, o que leva muitos pais a encarar o porte de armas como a única possibilidade de defesa. “Sem este programa de armamento dos funcionários, viramos alvos fáceis. Se uma pessoa louca invadir a escola, temos que ter como nos defender”, diz Jeannie, mãe de um aluno. Mais de 170 distritos escolares do Texas permitem o porte de armas por funcionários, cujas identidades são mantidas em sigilo.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...