A mídia brasileira, a fake news e o ódio aos cristãos



O preconceito direcionado aos cristãos existe desde que o mundo é mundo. Mortes, perseguições e torturas servem como punição aos que professam sua fé em vários países do mundo. Aqui, na wonderful land esquerdista, o preconceito é abafado e até incentivado pela imprensa.

Uma pastora nomeada ministra, uma primeira-dama evangélica, um presidente da República católico: como a mídia brasileira sobreviveria a isso?

Em frente ao espelho, depois de despejar mentiras e ataques em seu blog, o jornalista desonesto admira suas olheiras de cansaço. O dia foi produtivo. Ele sabe que no dia seguinte será desmentido, mas o estrago está feito. As manchetes vergonhosamente desonestas, como ele, já alcançaram milhares de desavisados que não têm o hábito de conferir a veracidade das notícias.

É assim que imagino o findar de um dia na vida de um jornalista da Folha de S. Paulo. Talvez eu esteja certa.

A velha imprensa de Lauro Jardim e Miriam Leitão não sabe lidar com a democracia, com a estrutura do cristianismo. Tudo que foge ao controle do quarto poder no Brasil é novidade.

A nova realidade, porém, bateu à porta das grandes redações. Cristãos estão se mobilizando politicamente, assumindo posições estratégicas importantes.

Foi entre uma gambiarra e outra, para transmitir sua campanha nas redes sociais, que o presidente eleito do Brasil andou orando em pleno Jornal Nacional, matando do coração vários militantes esquerdistas, digo, jornalistas do Estadão, da Folha e até, pasmém, da Globo News.

Sobreviverá a mídia comunista ao ano de 2019?

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

5 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Aconteça o que acontecer, haja o que houver, exploda o que explodir, não tem jeito: a súplica de Olavo de Carvalho a Papai do Céu décadas atrás foi atendida e agora O POVO, A MASSA brasileira começa a acordar E IMPOR suas mais bem alicerçadas crenças e mais honestos anseios. Bolsonaro é uma entidade do bem, um instrumento, mas ele não é O bem. O bem é o povo. Agora, não há Renan Calheiros, Caixa Econômica Federal, Rodrigo Maia, Folha, Globo ou o que quer que seja que resista por muito tempo na nossa MAIS nova wonderful land direitista! 😉

  • Mil vezes… espero que não, cara Fernanda Salles !
    O jornalista sério, profissional, mesmo que de esquerda, centro ou direita, sabe respeitar o fato, investigá-lo, e noticiá-lo com isenção, mesmo que se doa por dentro, pelo simples princípio de ter que levar a mensagem exatamente como ela é. Estes (jornalistas), é claro, são espécimes em extinção…, mas os sobreviventes como você, Allan e alguns outros são a esperança do renascimento da verdadeira informação (ação de informar).
    O quarto poder foi dizimado pela esquerda psicopata e neurótica e, em sua imensa maioria, com danos cerebrais e psicossociais irreversíveis. Deus lhes ajude … ou não !
    Estes doentes com uma caneta, um microfone ou um teclado na mão são a “traça que o tempo corrói”, porém durante este percurso geraram consequências destruidoras em milhões de pessoas e pagarão por isso, aqui ou no mais além … e espero que o tempo tenha se esgotado e 2019 seja o ano do renascimento ou ressurgimento de valores básicos como honra, verdade, respeito, transparência, idoneidade… e que a mídia alternativa (onde se encontram hoje os arautos da esperança, do resgate e desta nova era jornalística) ocupe os espaços do broadcast e do mainstream, pois colocam o seu “coração lá onde a traça não corrói”.
    Deus nos guie, inspire e proteja em cada passo da caminhada.
    Parabéns e meu cordial abraço.

  • A Paz mental significa o término de todo mal, pois o entendimento daquele cuja mente está em paz permanece seguro.
    O homem que abandona todo anelo e atua sem interesses, livre do sentido do “eu” e do “meu”, este alcança a paz.
    Modelemos as nossas palavras, de modo que elas possam falar do amor e da fraternidade em todas as suas modalidades.

    Jesus Cristo: O Reino, a Glória, o Poder eternamente!

    Bendito seja seu Santo Nome, sobre o território brasileiro, em foma de uma Constelação: O Cruzeiro do Sul!

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...