Eleições 2018Notícias

A prova da estratégia petista: a sub-vice Manuela D’Ávila representa chapa do PT em evento

A ex-presidenciável e comunista Manuela D’Ávila não é sequer a vice na chapa petista registrada na Justiça Eleitoral, mesmo com o ex-presidente condenado Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT), preso por corrupção e lavagem de dinheiro. Lula, por sinal, já enfrenta impugnações que devem ser analisadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Uma delas é proposta pelo Ministério Público Federal (MPF).

Enquanto isso, o vice, na narrativa do PT, é o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Manuela D’Ávila abriu mão de sua candidatura à presidência pelo PCdoB (que sempre foi uma linha auxiliar do PT) para esperar os acontecimentos. Como a candidatura de Lula deve deixar de existir por conta da Ficha Limpa, Haddad deve assumir a cabeça da chapa e D’Ávila passar a condição de vice. Por enquanto, em todo caso, ela sequer é candidata.

Porém, ao invés de Haddad, o PT escolheu a comunista para representar a chapa em um fórum organizado pela Associação Brasileira e Indústria de Bases. É a prova viva de que os petistas só insistem na candidatura de Lula por uma estratégia de narrativa que venha, lá na frente, beneficiar Haddad com uma possível transferência de votos, já que o ex-prefeito aparece nas pesquisas com quatro pontos percentuais.

Em outras palavras: insistir na candidatura de Lula até quando der para tentar fortalecer a chapa. Nesse contexto, Manuela D’Ávila se tornou uma mera coadjuvante a cumprir missões.

E assim, aquela que sequer é candidata figurou entre presidenciáveis no fórum a debater sobre diversos assuntos e ganhar destaque na grande mídia em nome do PT.

No debate, D’Ávila – que está ao lado do partido responsável pela maior organização criminosa da política brasileira – defendeu até combater a corrupção no país na origem, querendo uma reforma do Estado. E ao ser indagada sobre sua condição de “sub-vice”, limitou-se a afirmar apenas que é provável que ocupe a vaga de vice, independente de Lula ou Haddad. Manuela é um fantoche.

Ao mesmo tempo em que ela dá a sustentação à narrativa petista, evita que Haddad se exponha na condição de vice de Lula. Afinal, as respostas de Haddad poderiam ser julgadas pelo eleitor. Quanto mais entrar mudo e sair calado, para Haddad – neste momento – é melhor. E assim, pela primeira vez na História desse país, houve um debate entre presidenciáveis e alguém que sequer é candidata.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. E uma das coisas que mais ouço é que o comunismo acabou, que estou sendo paranóico.
    E essa bandeira vermelha que simboliza genocídio ao lado da bandeira brasileira ? Todo mundo se revolta, e com razão, com o Nazismo que matou 5 milhões de pessoas (jogando por baixo), mas e o Comunismo matou mais de 100 milhões? Qual é o critério? Se for a própia população do país comunista aí tudo bem?

  2. O desespero do PT é tão grande que por falta de algo melhor… Manuela é convocada para ser vice-presidenta…!!

    Eu ainda tenho minhas dúvidas se de fato o próprio Lula vai ser solto da prisão e de fato ganhar as eleições…!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close