A virtude da PACIÊNCIA: Porta-voz responde a mesma pergunta a jornalistas MAIS DE CINCO vezes



A situação deplorável do jornalismo brasileiro é cada vez mais assustadora. O porta-voz da presidência da república, Otávio Rêgo Barros, mostrou que a paciência é mesmo uma virtude durante entrevista coletiva com jornalistas nesta terça-feira (27).

Rêgo Barros quase precisou desenhar aos repórteres sua resposta sobre se o Brasil vai ou não aceitar o apoio financeiro do G7 e do presidente da França, Emmanuel Macron, que deverão ser destinados aos incêndios recentes na Amazônia.

Os jornalistas queriam saber se a aceitação destes recursos anunciados estava ou não condicionada a um “pedido de desculpas” de Macron, por críticas e declarações recentes sobre o caso da região Amazônica.

Para relembrar, o presidente da França e o chileno Sebastian Piñera, anunciaram na segunda-feira (26) que os membros do G7 enviarão pelo menos 20 milhões de euros para combater os incêndios na Amazônia, mas para receber a ajuda, o Brasil teria que “concordar em trabalhar com ONGs e populações locais”.

A primeira a perguntar foi uma jornalista do Correio Brasiliense, ao que porta-voz respondeu que “O governo brasileiro, por meio do presidente Bolsonaro, está aberto a receber suporte financeiro de organizações financeiras e até de países. Este dinheiro, ao adentrar as bordas das fronteiras do nosso país, terá governança total do povo brasileiro“.

Com a resposta, já havia ficado claro que o governo vai aceitar os recursos, desde que seja ELE quem decida qual será a melhor forma de empregá-lo, sem precisar sujeitar-se a mandos e desmandos de outros países.

O presidente Jair Bolsonaro já disse diversas vezes sobre países como a França e a Alemanha, por exemplo, estarem tentando comprar a soberania do país, como se o Brasil não tivesse uma governança.

Mas em seguida, outro repórter disse que a resposta não tinha ficado “clara” e Barros voltou a repetir o havia acabado de dizer.

Uma terceira repórter volta a questionar a mesma coisa e ele esclarece, mais uma vez, que QUAISQUER recursos advindos do exterior em benefício do combate aos incêndios é bem-vindo, MAS QUE “é essencial que o entendimento de quem venha a promover a doação, entenda, que a GOVERNANÇA destes recursos, sejam financeiros, ou reposição de materiais e ferramentas, é do BRASIL. Além disso, não há mais o que comentar-se”.

“Mas ele vai aceitar ou não?”, pergunta a mesma jornalista. Rêgo Barros respira fundo e responde pausadamente: “O governo brasileiro está aberto a receber as verbas de organismos internacionais e de estados, desde que esta verba esteja condicionada à governança do governo brasileiro. Em cada momento haverá de ocorrer um estudo de situação para a elucidação do que está sendo proposto e para a confirmação por parte do governo brasileiro de como, se, e o que será feito”.

A jornalista questiona mais uma vez: “Só para ficar claro: não está definido?” E Barros é incisivo: “Me parece que está claro!” e torna a repetir. Mas ela não se cansa: “Porta-voz, desculpa, mas não foi respondida a pergunta…” A resposta dele vocês já sabem…

Trocando em miúdos

O Brasil deve aceitar os recursos, segundo o porta-voz. Mas, “qualquer líder que não seja o líder do nosso país, que venha eventualmente fazer comentários sobre a nossa soberania e  a maneira como nosso governo deve dialogar e definir suas ações, tem que entender que aqui existe governança, governo, sociedade que entende suas necessidades, possui anseios e é esta somatória que faz com que a gente avance”, finaliza Barros.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

19 Comentários

Clique aqui para comentar

  • EU vi a entrevista completa. Na primeira vez que ele disse já tinha entendido. Fiquei abismado e depois com raiva das perguntas da jornalista. Se isso é a média da qualidade dos jornalistas que nós temos, estamos perdidos!!!!

  • E n é a primeira vez q jornalistas burros fazem as mesmas perguntas. Isso aconteceu tb qnd fizeram perguntas sobre a reforma da previdência m.

  • A questão é que até agora eles estão se perguntando que é essa tal de Governança que quer tomar conta do $$$ do G7.
    Parabéns ao Sr. Otávio R Barros que deve ter sido mestre do Jó.

  • E o pior que não é maldade, é analfabetismo funcional mesmo…eles não entendem sem desenhar… impressionante…

  • Esse tipo de jornalismo porco,sujo , maldoso e mercenário! Querem colocar palavras na boca dos outros de qualquer maneira. Esse ripo de jornalista não merecem um pingo de atenção! Fazem jornalismo de acordo com seus interesses, geralmente, GRANA!!!!
    Bando de parasitas que se escondem atrás da carteirada de liberdade de imprensa, que podem até obterem informações de maneira criminosa que não podem ser investigados e punidos! É um absurdo!!!! Jornalismo é muito importante, mas sendo feito sem interesses e com responsabilidade!

  • Eu assisti ao vídeo da pergunta, contei 7 vezes a mesma pergunta feita por 3 repórteres seguidos, e o quarto repórter fez basicamente a mesma pergunta (oitava vez se contar esse) mudando de leve o foco, o legal é que comentei justamente sobre a paciência do porta-voz no vídeo, foi demais.

  • O Brasil sempre foi uma grande prostituta dando suas riquezas de maneira descarada, mas agora acabou! Os países europeus ainda não entenderam isso.

  • Parece que esses “jornalistas” (brasileiros?). Não se dão conta do que é um governo zelar pela sua soberania. Tem que explicar como se explica a criancinhas, desculpe-me as criancinhas.

  • Viva meu estudo pois tenho somente o primeiro ano ginasial !
    Fiquei irritado com falta capacidade da jornalista !
    Deus nos livre , que vergonha !

  • Se os comentaristas estão indignados com o nível das perguntas e entendimento desses jornalistas face às respostas do Porta Voz, ORB, vocês precisam ver e ouvir o que se ensinam no mundo acadêmico do Fundamental à Universidade. É simples: aprenderam a ler e a escrever em que metodologia pedagógica?
    Preciso responder?

  • Muito boa sua reportagem continue assim, porque nos ajuda a esclarecer como anda as coisas de fatos que a grande mídia com seus repórteres débeis enssisti em não fazer.

  • A questão foi a afirmação do bostonaro em condicionar o aceite com um pedido de desculpa, idiocracia regada com mal caráter do terça livre.

  • KKKKKKKKKK! 😀 De que adianta o porta-voz do Governo dizer essas coisas se o Bolsonaro entra em cena e ESTRAGA TUDO!? 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

Blog Authors

Alexandre PachecoAlexandre Pacheco

Alexandre Pacheco é Professor de Direito na FGV, Advogado, Palestra...

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...