“Alckmin atacou Bolsonaro enquanto ele estava na mesa de cirurgia”



O candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, afirmou que o tucano Geraldo Alckmin (PSDB), o “santo” da lista de propinas da Odebrecht, atacou Jair Bolsonaro (PSL) em propagandas de televisão enquanto ele estava sendo operado em estado grave, na quinta-feira (6), após ele ter sido vítima de um criminoso armado com uma faca em Juiz de Fora (MG).

A acusação foi feita durante debate promovido pela TV Gazeta, pelo “O Estado de S. Paulo” e a rádio Jovem Pan, no último domingo (9). “O senhor prega a pacificação. No entanto, quando o candidato Jair Bolsonaro ainda estava na sala de cirurgia, o seu programa na televisão atacava fortemente o candidato Jair Bolsonaro”, afirmou Mereilles, tentando absorver o falso discurso pacífico do “centrão”.

O estamento burocrático vive momentos de desespero.

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Acho que dos opositores políticos suspeitos, Alckmin é inocente. Afinal, a estratégia de campanha dele era atacar o Bolsonaro nas propagandas, aí acontece um atentado desses… Queria saber, quem vota no “Santo”?

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...