fbpx

Alerj aciona STF contra ação envolvendo o presidente da Assembleia

alerj
 


A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) para pedir a suspensão do processo criminal que envolve o presidente da casa, deputado André Ceciliano (PT), que foi alvo de buscas na operação Tris in Idem, deflagrada depois da delação premiada do ex-secretário de Saúde do Rio Edmar Santos.

Entre os alvos da ação também estão Wilson Witzel (PSC), afastado por 180 dias do cargo de governador, e o presidente do PSC, Pastor Everaldo, preso na operação, por determinação do Superior Tribunal de Justiça.

Witzel chegou a dizer que a operação se deu “com base na delação de um homem desesperado, um bandido que enganou a todos”.

Segundo a procuradoria-geral da Alerj, a Justiça Federal não tem competência para conduzir o processo. O pedido é para que o caso migre para a Justiça Eleitoral. 

O procurador Sérgio Pimentel solicita que, com base nisso, os efeitos de busca sejam suspensos e o material apreendido seja devolvido a Ceciliano e à Alerj.

Com informações, Poder 360

Assista aos comentários da notícia:

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...