fbpx

Allan dos Santos: ‘Barroso e Alexandre estão preparando um golpe contra o presidente Bolsonaro’

 


O jornalista Allan dos Santos, do Terça Livre, apresentou graves denúncias durante live com a deputada federal Bia Kicis na última quinta-feira (30).

A live contou com participação de Ryan Hartwig, ex-funcionário da Google que denunciou a empresa no Congresso americano por censura a conservadores na internet. Também houve a participação de Bernardo Küster.

Allan denunciou a existência de uma articulação por parte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para cassar o presidente Jair Bolsonaro, mesmo sem ele ter cometido nenhum crime eleitoral.

De acordo com Allan, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e também membros do TSE, Edson Fachin, Luiz Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, já teriam seus votos prontos para golpear o presidente.

O jornalista segue a denúncia afirmando que Igor Tobias, funcionário do TSE, teria contratado a empresa alemã Rohde & Schwarz para fazer uma varredura de escutas telefônicas em Brasília.

A empresa teria identificado três maletas de escutas em locais distintos. A primeira, na residência do advogado do PT, Antônio Carlos de Almeida Castro (mais conhecido como Kakay), que possui livre trânsito no STF.

A segunda maleta estaria implantada na Embaixada da China. Já a terceira, na embaixada da Coreia do Norte.

Allan acusa Barroso e Alexandre de Moraes de prevaricação. “Ele tem uma informação de escuta telefônica vindo de duas embaixadas. Isso é contra qualquer lei de segurança nacional. E ele não avisou o presidente da República. Ele prevaricou”, declarou.

“O presidente Bolsonaro está provavelmente sendo escutado por essas maletas que estão em posse da embaixada da Coreia do Norte, na embaixada da China e na casa do Kakay, no Lago Sul [de Brasília]”, declarou.

Questionado sobre provas das declarações que deu, Allan publicou o trecho de um documento endereçado a Igor Tobias, tendo como remetente a empresa alemã Rohde & Schwarz:

Já o advogado Kakay rebateu o jornalista sobre as denúncias:

“Eu sou um defensor da liberdade de expressão, mas um cidadão que fala uma coisa dessas tem que ser responsabilizado. Temos que saber quem está por trás. Ou ele é inimputável, ou está a serviço do Gabinete do Ódio. E está conseguindo destaque merecido. Ele merece desprezo absoluto”, avaliou em entrevista à Jovem Pan. Mesmo tendo falado tudo isso, Kakay disse que não irá processar Allan dos Santos.”

 

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...