fbpx

Allan é intimado para ‘interrogatório sigiloso’ no STF em verdadeiro rito de tribunal de exceção

 


O jornalista Allan dos Santos do Terça Livre foi intimado a comparecer no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (28) para ser interrogado em um “inquérito sigiloso”.

O documento trata do Inquérito 4.781, instaurado de ofício pelo presidente do STF, o ministro Dias Tofolli, e é assinado pelo desembargador Cesar Mecchi Morales, magistrado instrutor do gabinete do Ministro Alexandre de Moraes e tem “Autor” e “Advogados”, com a informação sigilosa.

Allan não sabe se está arrolado como investigado ou testemunha do fato investigado. Seus advogados tiveram acesso negado aos autos do inquérito.

De acordo com a defesa do jornalista, a investigação está sendo conduzida apenas por juízes, sem a participação do Ministério Público, configurando um escandaloso caso de abuso de autoridade, já que o STF não deu vistas ao advogado, o que é praxe.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sob a presidência do petista Felipe Santa Cruz, não se pronunciou sobre a violação às prerrogativas dos advogados do jornalista.

Vale lembrar que à época do impeachment de Dilma Rousseff, o STF retalhou e modificou por completo a lei de impeachment em favor da presidente. O processo na Câmara foi anulado e a lei foi reescrita de forma a se tornar mais garantista para a petista.

Já no caso de Lula, várias vezes as regras processuais foram alteradas em benefício de petistas, tanto no Mensalão como no Petrolão. Sua prisão teve de ser adiada dezenas de vezes em nome do garantismo processual, mesmo havendo condenação em segunda instância contra o petista.

Outra ressalva é que o ministro Alexandre de Morais, no ano passado, chegou a censurar uma reportagem da revista Crusoé, por fake news. No entanto, ele teve de voltar atrás.

Para Allan, o inquérito atenta contra a sua liberdade e o STF funciona como verdadeiro tribunal de exceção. Nem mesmo na época da ditadura os processos eram conduzidos desta forma, pois MP e Judiciário já estavam funcionando normalmente.

“Se o legislativo não agir, meus advogados acionarão a Comissão da Corte Interamericana de Direitos Humanos por violação ao Pacto de São José da Costa Rica”, afirma o jornalista.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

17 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Kd o barulho?
    Tem q divulgar esse abuso em todos os lugares, vamos fazer barulho essa ditadura do STF atenta contra a liberdade do povo Brasileiro.

  • Absurdo demais. Censura do judiciário.
    Já legislam o tempo inteiro, agora executam ordens e nem avisam os motivos, não há processos Intenções claríssimas de intimidação.

    A CPMI de Fake News é um atentado ao país.

    Cuide-se Allan, somos muitos aqui.

  • #NãoVãoNosCalar
    #SomosTodosAllan
    #AllanTemRazão
    Esteja firme, irmão. Se perseguiram o Cristo, a quem serve, imagine a vc que é um profeta dos nossos tempos? Se-de forte e corajoso. Estamos juntos

  • Os “digníssimos” ministros do stf(pelo menos a maioria), perderam totalmente a credibilidade e a moral ao tomar decisões claramente inconstitucionais, equivocadas e/ou pendentes para um dos lados em litígio, então não há mais razão nenhuma para o cidadão acatar qualquer ordem ou ação partindo destes elementos do judiciário.

  • O STF não é supremo de nada, são um bando de escravos, todos tem dono, e fazem o que seus donos mandam, com medo da chibata…

  • Inacreditável esses indivíduos que compõe esse tribunal ter tal atitude autoritária. Como o plano da esquerda está sendo desmontada, eles tentam de qualquer maneira controlar os meios de informação. Nada mais é do que intimidação. Pensam que nós, robôs, bip, estamos offline. Pelo contrário, 24h monitorando esses ministrecos ditadores.
    Total apoio ao Allan dos Santos.

  • STF Uma vergonha nacional e internacional uma vergonha alguém tem que colocar esses ministros em seu devido lugar,o povo não aguenta mais,vergonha vergonha vergonha.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...