Associação de procuradores peita STF e contesta buscas contra Janot

procuradores


Agência Brasil

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) divulgou sexta-feira (27/9) nota condenando as buscas e apreensões determinadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na casa e no escritório do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

As buscas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes e ocorreram após Janot afirmar, em entrevistas à imprensa, concedidas quinta-feira (26), que chegou a ir armado com um revólver ao STF com a intenção de matar o ministro Gilmar Mendes e depois se suicidar. O fato teria ocorrido em 2017.

Segundo a associação, os mandados foram emitidos em uma “investigação inconstitucional” sobre supostas ofensas e divulgação de fake news contra integrantes da Corte, que foi contestada quando aberta, em março.

Por fim, também é necessário condenar a determinação de busca e apreensão na residência do ex-PGR. O STF não possui jurisdição sobre eventuais atos de Janot, não há contemporaneidade na suposta conduta e, o pior, a ordem foi emitida no âmbito de uma investigação inconstitucional“, disse a entidade.

Sobre as declarações de Rodrigo Janot, a ANPR declarou que os procuradores repudiam qualquer ato de violência, mas que o fato não pode ser utilizado para enfraquecer o Ministério Público.

Nesse sentido, as declarações do ministro do STF Gilmar Mendes, em defesa de mudanças na forma de escolha da chefia da instituição para que qualquer jurista possa ser escolhido procurador-geral, mesmo que não pertencente à carreira, merecem também repúdio por parte dos membros do MPF“, completou a ANPR.

Na decisão na qual determinou as buscas, Moraes também suspendeu o porte de arma de Janot, proibiu o ex-procurador de se aproximar de integrantes da Corte, de entrar nas dependências do tribunal, além da apreensão da arma citada nas entrevistas.

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

8 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Sempre dois pesos e duas medidas neste país… Até quando? Deus, nos dê nervos de aço, pq aqui no Brasil… A cada hora é uma nova emoção. Janete Claire não chega nem perto…

  • ATE QUE EM FIM ALGUÉM TEVE CORAGEM DE PEITAR O MPF PROCURADORES E PROMOTORES SE ACHAM ACIMA DA LEI SE ACHAM SUPERIORES A TODOS CULPA DA PORCARIA DA CONSTITUIÇÃO DE 1988 QUE DEU PODERES ALEM DO LIMITE PARA O JUDICIÁRIO.

  • Ué, o cara pensou em matar, e desde quando pensar é crime?
    Depois dizem do regime militar! Que é isso aí, senão uma ditadura da toga? E ninguém toma uma providência contra esses canalhas?

  • Rodrigo Janot para mim é um homem extremamente integro. Infelizmente não teve mente fria para suportar a podridão que existe no nosso judiciário, muitas coisas das quais certamente nem pôde revelar por não ter provas o suficiente e sabia que nunca daria em nada. O Brasil se transformou em um paraíso para bandidos e corruptos, e poucos tem forças para encarar o atual estado das coisas. Pobre dos brasileiros honestos..

  • Membros do STF, PGR e demais órgãos da Justiça apenas sigam a Constituição e se não estiverem de acordo com o que está escrito façam campanha para mudá-la. Agora, o mais indicado é a grande dedicação que se tem que demonstrar nesta importante tarefa para se entender as leis, aos estudos constantes e empenho maior para melhor compreensão do que é certo ou errado. A função dos senhores é o estudo aprofundado para estarem sempre capacitados para exercerem essas funções nobres, e precisando da subjetividade, que ela seja baseada no exemplo da decência e do bom senso. Verifica-se que fizeram apenas o básico e pensam que atingiram o ápice do conhecimento jurídico. Os senhores, representantes dessas Instituições, julgam que o conhecimento adquirido já seja o suficiente para imaginar que são os portadores da sabedoria. Interessante é a contrariedade dessas Instituições, que ao serem coibidas de eventuais deslizes, baterem tambores pelo desespero de não poderem aplicar as leis da maneira que a entendem. Há casos em que os representes da lei e da ordem já estão usando o freio colocado aos abusos de autoridade como empecilho para deixar de cumprir suas funções. Os que pensam e agem assim com intuito de pressionar a opinião dos brasileiros deveriam abandonar estas funções, pois além da falta de capacidade para fazerem justiça, precisam usar atos que a Constituição não concebe, e naturalmente, jamais poderiam estar atuando nestas Instituições. No caso em particular dessa matéria, a contemporaneidade foi trazida a este tempo, caso entendessem com maior profundidade os princípios do DIREITO e o significado das linhas das leis entenderiam e começariam, a partir de agora, a estudar mais e esforçarem-se para discernir o conteúdo e o funcionamento das leis e principalmente da democracia.

  • O demônio do Gilmar Mendes pensa que pode tudo…. Tá na hora da população mostrar que Ele não é Deus. E o carequinha está na escola do Cretino Gilmar Mendes.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...