Criminoso é morto após abrir fogo em hospital de Chicago



Um tiroteio no Mercy Hospital, em Chicago, nesta segunda-feira (19), deixou pelo menos 3 mortos, incluindo um policial. Segundo a emissora ABC, tiros foram disparados dentro e fora do hospital.

O criminoso foi baleado e morreu, mas o porta-voz da polícia de Chicago, Anthony Guglielmi, diz que ainda não se sabe se ele foi morto ou cometeu suicídio.

Ainda de acordo com Guglielmi, o policial Samuel Jimenez está entre as vítimas. Ele chegou a ser transferido para o Hospital da Universidade de Chicago em “condições críticas” e não resistiu aos ferimentos.

As outras vítimas não foram identificadas, mas ao menos uma seria funcionária do hospital, informa a Associated Press.

Segundo a CNN, o assassino foi identificado como um homem de 32 anos, mas seu nome não foi revelado.

Nigary Thomspon, uma funcionária ouvida pela ABC, diz ter ouvido oito ou nove tiros, e que médicos e pacientes imediatamente trancaram as portas e se esconderam.

Testemunhas relataram à emissora CBS que ao menos uma mulher, vestindo uniforme hospitalar, foi atingida ainda no estacionamento, e que na sequência o atirador entrou no hospital.

A polícia ainda pede que as pessoas evitem a região e bloqueou as escadarias de todos os 12 andares do prédio. Policiais percorreram todos os pisos antes de declarar o local seguro.

Informações: G1

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...