Bene Barbosa: estamos num cenário único para derrubar o Estatuto do Desarmamento

bene barbosa 2
 


Em entrevista exclusiva concedida ao Terça Livre na tarde desta quarta-feira (18/9), o especialista, ativista e autor, Benedito Gomes Barbosa Junior, mais conhecido como Bene Barbosa, confirmou: os dados obtidos após nove meses de governo Bolsonaro configuram, historicamente, o melhor cenário para derrubar o Estatuto do Desarmamento.

Para quem não o conhece, o que é quase impossível, Benedito Gomes Barbosa Junior, é um ativista pelo fim do Estatuto do Desarmamento, especialista brasileiro em segurança pública, presidente da ONG, Movimento Viva Brasil, e, junto com Flávio Quintela é autor do Best-seller Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento.

Fatos de fim de ano…

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o Projeto de Lei 3.715/19, que amplia a posse de arma em propriedades rurais. A medida foi aprovada pela Câmara dos Deputados no dia 21 de agosto. Bolsonaro confirmou a sanção diretamente do Palácio do Alvorada.

Segundo o projeto aprovado pelo Legislativo, fica autorizada a posse de arma em toda a extensão de uma propriedade rural. A medida garante ao dono de uma fazenda, por exemplo, o direito de andar com uma arma de fogo em qualquer parte de sua propriedade. Até então, a posse só era permitida no perímetro da sede do imóvel rural.

Bene classificou este fato como um tímido avanço, face ao desafio que há pelo horizonte, mas deixou claro estar consciente desde o início do novo governo que apesar da agenda para a qual o presidente foi eleito com 58 milhões de votos, esta seria uma luta árdua e longa, e que por isto mesmo não esperava mesmo resultados rápidos ou fáceis.

Com relação ao futuro da batalha pelo fim do Estatuto do Desarmamento, o especialista afirmou que a jornada está longe de terminar e que guerra deve ser intensa por mais três de anos de governo que se apresentam pela frente.

Ele ressaltou que, assim como Fabricio Rebelo, o outro especialista e também autor, que entrevistei dias atrás, os novos dados obtidos neste nono mês do mandato de Jair Messias possibilitam uma argumentação invencível para defender o fim do Estatuto.

O presidente do Movimento Viva Brasil também deixou uma mensagem importante para a população que você pode conferir, junto com as outras informações que ele nos trouxe no podcast abaixo.

Confira

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

13 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Produtora de filmes simula incêndio na Amazônia para “abrilhantar” o evento rok in rio querer “avacalhar” o Brasil.
    XÔ groubo.

    É necessário agir com o Art. 142 da CF____FUZILA! Viraram párias.

  • Existem predadores muito pior do que arma.
    California: EUA, ativista matou pobres devido consumo d e drogas__overdose.
    (Gazeta do povo).

  • E a cachorrada da loteria-mega sena?
    Será que este aí também é o “çortudo”?
    Membros do pt.ralha levaram o prêmio…

  • Lamentável o que ocorreu na CCJ com relação a PEC 100. Infelizmente mais uma vez os comunistas deram um baile nos políticos da base do governo. Os comunistas atingiriam o seu objetivo e retiraram do projeto a garantia das ferramentas para se exercer a legítima defesa. Direito a defesa sem direito as ferramentas de exercer esse direito não vale de nada é apenas tinta impressa em papel. Decepção total. Espero que no dia 24/09 os senhores deputados da base do governo estejam preparados e interessados em defender o interesse do cidadão brasileiro com relação ao PL 3723. Até agora tudo que os comunistas querem barrar estão barrando. Não temos nada a comemorar, foi uma enorme derrota o que aconteceu. Realmente humilhante para quem se diz de direita. Com relação ao PL 3723 por culpa exclusiva da Deputada Joyce Hasselman que “articulou” com rodrigo maia e convenceu o Presidente JAIR BOLSONARO a retirar a urgência constitucional do projeto, permitiu que até o momento 99 emendas fossem propostas para apreciação (o que não teria acontecido se o projeto fosse votado com regime de urgência constitucional). Assim, a perspectiva no momento é muito ruim, pois parece que ao invés de termos assegurados direitos a acesso as armas após a votação do PL 3722 teremos nossos direitos ainda mais reduzidos. Infelizmente ninguém da base do governo parece estar se preocupante com isso. ACORDA BOLSONARO. GOVERNO PRÓ ARMA RETIRANDO DIREITOS DE ACESSO AS ARMAS DO POVO. Se isso ocorrer imagine a propaganda comunista sobre isso, acha que Bolsonaro continuará a ter o apoio popular que têm ?

  • Tomara msm que consigam revogar esse estatuto, aliás tomara que nós consigamos, o povo tem um papel muito importante nessa luta.

    Nem que seja feito um plebiscito, más precisámos acabar com o desarmamento no Brasil.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...