Bolsonaro decreta redução de impostos sobre games: “Ninguém aguenta mais pagar imposto”

Foto: Reprodução


O Presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou nesta quinta-feira (15) no Diário Oficial da União (DOU), decreto que reduz os impostos sobre videogames.

Com a medida, ele atende apelo feito por um seguidor seu no Twitter. Na rede social, ele disse, em 27 de julho, que faria estudos para baixar estes impostos e afirmou que o Brasil é o segundo mercado no mundo no setor de games.

A publicação no Diário Oficial reduz as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializado (IPI) em videogames, acessórios de consoles e suas partes, antes em níveis entre 20% e 50%, para uma faixa de 16% e 40%.

Consoles e máquinas de jogos de vídeo terão  IPI reduzido de 50% para 40%; partes e acessórios de consoles e máquinas de jogos cujas imagens são reproduzidas na tela de um receptor de televisão, monitor ou outra tela de superfície externa caem de 40% para 32%; para máquinas de jogos de vídeo com tela incorporada, portáveis ou não, e suas partes, o IPI cai de 20% para 16%.

Na semana passada, o presidente já falava sobre a decisão publicada nesta quinta-feira (15). O presidente disse que a ideia é “deixar esse dinheiro, em vez de ir para o governo, ficar na mão do povo. Essa que é a intenção, é diminuir a carga tributária”. E continuou: “A gente não pode mais aumentar a carga tributária da União, estados e municípios. Ninguém aguenta mais pagar imposto. Não podemos, o Poder público, viver de arrecadar imposto, meu Deus do céu, não dá mais”

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Um simples comentário em uma rede social foi atendido pelo presidente, praticamente de imediato se tratando de política, um feito nunca visto antes, nunca vi um presidente se preocupar com os gamers. Parabéns presidente, esse é grande dia.

  • Esses impostos foram criados sob o pretexto de proteger a industria local. O problema é que o Brasil nunca teve uma boa industria local de games, só importava consoles e jogos. O Brasil ainda está engatinhando na industria de games. Deixar o imposto alto só vai piorar as coisas.

  • Game é diversão, e embora diversão seja necessária, essa, definitivamente não uma forma indispensável de diversão.
    Vamos ao que interessa: redução dos impostos dos alimentos, dos bens de primeira necessidade, redução das taxas de reajuste de alugueis, planos de saúde, concessionárias. Essas são necessidades reais, imediatas e indispensáveis.

  • Mari, existem coisas mais importantes que outras, contudo uma coisa leva a outra que leva a outra, esse é um pequeno grande passo, já é um modo de demonstração que o Presidente se importa com os civis de nossa sociedade, e isto não é apenas entretenimento, isso pode mover a economia de tal modo a trazer novas industrias para esta área, e trazer, também, algumas que já se haviam fixados aqui porém a custa de altos impostos desistiram de nosso comércio! o Brasil tem uma grande gama de consumidores nesse setor, reduzir os impostos acabaria, de certo modo, com a pirataria, pois o consumidor teria mais fácil acesso aos produtos e teria condições de pagar, assim comprando mais os produtos aumentaria a economia gerando mais facilidade ao realizar melhores melhorias em setores como estes.

  • Pesquisem antes de comemorar! Informação mascarada. O IPI só é cobrado atualmente de aparelhos produzidos fora do polo de manaus, ou seja, os principais consoles como xbox one e ps4 continuarão com o mesmo preço. A redução valera para os que são produzidos fora desse local como o Switch e PS4 pro.

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...