fbpx

Bolsonaro diz que não mencionou ‘PF’ ou ‘superintendência’ em vídeo de reunião com ministros

 


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (12) que citou Polícia Federal nem Superintendência do Rio de Janeiro vídeo de uma reunião interministerial do dia 22 de abril.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirma que Bolsonaro sugeriu interferência na Polícia Federal nesta ocasião.

“Não existem as palavras superintendente e nem Polícia Federal. A interpretação vai da cabeça de cada um”, declarou o presidente.

“Minha preocupação sempre foi depois da facada, com a segurança minha e da minha família. Em Juiz de Fora o Adélio tentou assassinar o meu filho ali”, afirmou. “Não estou e nunca estive preocupado com a Polícia Federal. A Polícia Federal nunca investigou ninguém da minha família. Isso não existe no vídeo”, acrescentou.

O presidente ainda disse esperar que questões “sensíveis” e de Segurança Nacional presentes no vídeo não sejam divulgadas para preservar informações.

“Não posso falar dessas informações sensíveis, estaria adiantando aqui algo privilegiado que prejudicaria o mercado”, afirmou Bolsonaro.

O chefe do executivo ainda alfinetou a imprensa sobre os “informantes” que teriam assistido ao vídeo e revelado informações. “O informante de vocês ou o ‘vazador’, troquem, porque não vazou nada. Como é um vídeo que está à disposição da justiça e que nós classificamos como secreto, da minha no tocante ao inquérito, tá liberado. Até o palavrão que falei, sem problema nenhum”.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...