Bolsonaro diz que Nestor Forster é bom nome para embaixador nos EUA

 


O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (22) que o embaixador Nestor Forster é um “bom nome” para a embaixada do Brasil em Washington, onde já atua como encarregado de negócios.

Até então, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, era cotado para ser indicado para o cargo.

Ontem (21), entretanto, Eduardo Bolsonaro assumiu a liderança do PSL na Câmara dos Deputados. Ele também é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Casa e, para ser embaixador, precisaria renunciar ao mandato.

“Obviamente, o Eduardo desistindo que eu mande o nome dele ao Senado [para aprovação para o cargo de embaixador], tendo em vista a importância que ele está ganhando na política dentro do partido, o Forster é um bom nome para ser consolidado lá [em Washington]”, disse Bolsonaro em entrevista à imprensa durante sua viagem ao Japão.

De acordo com o presidente, a decisão é do filho, mas disse que Eduardo “é uma pessoa que faz diferença dentro do parlamento”.

Fonte: Agência Brasil

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Prevaleceu o bom sendo.
    Se ser embaixador fosse coisa fácil , era só mandar para os EUA o atual campeão de truco, pois seria um cara manhoso, cheio de estratégias e bom de blefe . É isto que se espera de um embaixador ? Não é a toa que existe o Itamaraty , que tem uma ” escolinha ” agregada, aonde os carinhas aprendem muitas coisas , talvez até jogar truco , se isto ajudar a ser um bom diplomata.
    As alegações usadas para mandar o filho do Bolsonaro eram ralas e pueris , e se ele quer participar do governo , o lugar dele é no Brasil , sendo líder dos políticos alinhados com seu pai , e não ter medo de mostrar os dentes quando rosnando para defender os pontos do pai.
    A coisa foi de um extremo ruim , ele embaixador , para outro extremo oposto , quando ficou no Brasil , com a função de ser lanceiro e guardar uma posição importante politicamente para o pai.
    Errar é humano , mas reconhecer o erro e consertar isto transformando num baita acerto , isto é para poucos.

  • @Sergio Moldura , você não entendeu. Bolsonaro queria nomear o filho como Embaixador para afastá-lo, protegê-lo, blindá-lo etc de ataques de opositores e da Imprensa. Agora que Eduardo desistiu e resolveu ficar aqui por causa da muvuca do PSL, vai voltar o “pesadelo” novamente. 😉 KKKKKKKKKKKK! 😀

  • Não Maria , quem não entendeu porra nenhuma foi você.
    Se ele fosse aos EUA ele não estaria blindado , mas totalmente morto para vida politica brasileira , num completo ostracismo.
    A barra está tão pesada para o bolsonarismo , que qualquer ajuda é valida . Até dar tiro no pé.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...