fbpx

Bolsonaro está ciente de possível greve de caminhoneiros e tem apreço especial pela classe, diz porta-voz

 


Em pronunciamento aos jornalistas há pouco nesta segunda-feira (22), o porta-voz da presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse que o presidente Jair Bolsonaro tem um apreço especial pela classe dos caminhoneiros e que está ciente das possibilidades de greve.

O Ministério da Infraestrutura solicitou formalmente à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que delibere sobre a sobre a suspensão cautelar da resolução que institui o novo piso mínimo para o frete no transporte rodoviário de cargas.

Segundo o porta-voz, uma audiência extraordinária estava marcada para as 18h de hoje e uma nova rodada de negociações ocorrerá em reunião com os representantes do setor e do governo no próximo dia 24 de julho.

O presidente disse que o governo tem acompanhado a situação para se antecipar à problemas e tomar decisões adequadas para o futuro do Brasil.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas explicou: “O diálogo segue sendo o principal mecanismo com o qual vamos buscar o consenso no setor de transportes de carga. Por isso, a importância em dar continuidade às reuniões. Estamos desde o início do ano com as portas abertas no ministério e esta tem sido a melhor forma de proporcionar transparência  às decisões que estão sendo tomadas em conjunto”.

Rêgo Barros adiantou também, que em conversa com o presidente, foi informado que desde ontem (21), ele vem acompanhando de perto os fatos referentes à possibilidade de greve e, sendo informado pelo ministro Tarcísio, pelo GSI e por todos aqueles que têm envolvimento direto com a causa. “Ele está bastante confiante de que haja um avanço e que as negociações cheguem a um bom resultado a partir de quarta-feira”, finalizou o porta-voz.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Pediram tabela. Tiveram a tabela… Agora transporte será por ferrovia e Cabotagem bem mais barato. Querem mudar o jogo? este é o problema de gente mal acostumada querendo intervenção do governo. Acabou…Baixem o preço do frete se quiserem competir com a Ferrovia ou Cabotagem. Simples assim…

  • Essa greve só é mesmo para atrapalhar,a esquerda entrou na cabeça dos caminhoneiros e eles vem com essa , é a lei de oferta e demanda .

  • A greve geral de maio/2018 causou mortes, já que muitos pacientes não puderam ser transportados pelas vans das prefeituras para onde faziam tratamentos para doenças graves e crônicas, como hemodiálise, por exemplo, por falta de combustível que não chegaram aos postos de gasolina devido a greve geral do setor. Greves gerais são crimes contra a sociedade e devem ser questionadas com rigor. Além do citado acima, medicamentos, alimentos, não foram transportados, pois os caminhoneiros paravam todos os veículos de transportes, sem avaliar a importância da carga, se perecível ou não. Que os caminhoneiros avaliem com cuidado o seu poder e o governo saiba agir pensando no bem da população deste imenso país.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...