Bolsonaro: Fechar o comércio é um crime contra o Brasil



O presidente Jair Bolsonaro falou à imprensa ao sair do palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira (25) e considerou crime o fechamento do comércio brasileiro devido ao coronavírus.

“O que os prefeitos e governadores estão fazendo é um crime, estão arrebentando o Brasil. Sem dinheiro, sem produção, vamos viver do quê?”, declarou.

Bolsonaro frisou ainda que os governadores João Dória (SP) e Wilson Witzel (RJ) estão fazendo “demagogia barata” em cima do vírus chinês. “‘Colocam o João da Mídia’ como o salvador da Pátria, que vai salvar o seu estado. Nao é esse o caminho que o Brasil tem que seguir”.

Ele ressaltou ainda que aproximadamente 39 milhões de autônomos não estão produzindo nem recebendo.

“Não tem renda, mas têm família. É uma massa considerável de trabalhadores. Empresas não estão produzindo nada. A empresa que fabrica oxigênio, não tem como produzir e mandar para os hospitais”.

Ainda de acordo com o presidente, se a economia colapsar, não haverá dinheiro para pagar os servidores públicos. “O caos está ai. Se tivemos problemas como saques a supermercados, o vírus continuará entre nós. Vamos ficar com o caos e com o vírus juntos”, disse.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...