Bolsonaro não vai pedir apoio de João Amoêdo

bolsonaro amoedo


O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, não vai telefonar para João Amoêdo pedindo apoio do partido Novo no segundo turno.

Mais fácil uma vaca passar voando por aqui”, disse um assessor do candidato do PSL, conforme noticiado pelo O Antagonista.

O candidato à Presidência João Amoêdo (Novo) fez uma avaliação positiva do seu desempenho na eleição em entrevista logo após o resultado do primeiro turno, em que obteve 2,51% dos votos válidos.

Ao ser questionado sobre apoio para o segundo turno, entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), Amoedo disse que essa será uma discussão do diretório nacional do partido, mas adiantou quem ele acredita que o partido não vai apoiar Haddad.

De acordo com o candidato, o partido tem apenas três anos de existência e conseguiu o quinto lugar na disputa deixando para trás candidaturas consolidadas e partidos tradicionais no país.

Com 99% dos votos apurados, o candidato tinha 2.678.366 dos votos e ficou na frente de Cabo Daciolo, Marina Silva, Alvaro Dias e Henrique Meirelles.

Fonte: Tarciso Morais – Renova Mídia

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • É uma questão de coerência, ao contrário da esquerda (em especial o PT), os líderes de direita tem eleitores, não gado, portanto não é nescessário o João Amoedo dizer a seus eleitores em quem eles devem votar, pois esses eleitores, pelo próprio perfil já sabem em quem votar, por isso não faz o menor sentido o Bolsonaro correr atrás disso.

  • O Alexandre Machado está corretísimo. Assim, por que alguém cheio de compromissos extremamente importantes, como um candidato a presidente da república, precisaria criar qualquer tipo de restrição aos seus movimentos, e com alguém que, mesmo apresentando alguma semelhança filosófica, não abriu mão da disputa para apoiá-lo já no primeiro turno, talvez antecipando a solução do problema maior brasileiro.

  • Amoedo não colabora com o PSL, logo Bolsonaro não deve pedir apoio mesmo, nem Novo, nem Rede, nem Patriota…
    A população já percebeu que Bolsonaro é a melhor opção independente do que os caciques destes partidos estiverem dizendo.
    Lutarei até o último minuto para conseguir mais votos.

  • Este partido Novo é um engodo. Ele foi criado justamente para preencher o espaço que surgiu mundo afora, de uma onda conservadora. Até aqui, está até dando certo. O que muitos não sabem, é que o Novo foi criado para as coisas fiquem todas como estão, ou pior, para atrapalhar os verdadeiros conservadores.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...