fbpx

Bolsonaro pede apoio de governadores para vetar reajuste aos servidores públicos

 


Em reunião por videoconferência com governadores nesta quinta-feira (21) o presidente Jair Bolsonaro disse que deve sancionar, com vetos, o projeto de auxílio financeiro aos estados e municípios.

Além dos governadores, a reunião também contou com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Bolsonaro pediu que haja consenso em relação à manutenção dos vetos dele ao projeto de auxílio financeiro aos estados.

Um dos trechos vetados permitia o reajuste a servidores no período da pandemia. Este era um pedido pelo governo, mas o texto acabou sendo modificado no Congresso.

De acordo com Bolsonaro, bloquear os reajustes na remuneração de todos os servidores públicos até o fim do não que vem é o remédio menos amargo para o funcionalismo,  mas de extrema importância para todos os 210 milhões de brasileiros.

“Temos que trabalhar em conjunto a sanção de um socorro aos senhores governadores, de aproximadamente R$ 60 bilhões, também extensivo a prefeitos”, disse o presidente. “O que se pede apoio aos senhores é a manutenção de um veto muito importante”, acrescentou.

O governador de São Paulo, João Doria, solicitou que o governo pague até 31 de maio a primeira parcela dos R$ 60 bilhões.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...