Brasil Paralelo chama O Globo de mentiroso e jornal é obrigado a publicar resposta

direito de resposta brasil paralelo


Confira abaixo o texto publicado pelo jornal O Globo, por determinação judicial, as 10h28 de terça-feira (25/6).

Direito de Resposta Brasil Paralelo

Leia abaixo Direito de Resposta concedido pela 6ª Vara Cível de Porto Alegre à LHT HIGGS LTDA nos autos do processo 5005409-43.2019.8.21.0001

No dia 05 de fevereiro de 2019, o “Jornal O Globo” publicou em seu website matéria intitulada “Filho de Bolsonaro divulga documentário que defende a ditadura”, na qual veiculou afirmações inverídicas sobre a produção “1964 – O Brasil Entre Armas e Livros” e sobre a Brasil Paralelo, empresa produtora do Documentário.

Tratando-se de publicação que atribui grave acusação à Produtora, com cunho flagrantemente difamatório, a Brasil Paralelo reserva-se o direito de que sejam publicados os esclarecimentos a seguir como Direito de Resposta, nos termos da Lei nº 13.188/2015 e do art. 5º, inciso V, da Constituição Federal.

A Brasil Paralelo é uma empresa de comunicação, que tem como foco de atuação a produção de conteúdos informativos relacionados ao contexto social, político e econômico brasileiro. Trata-se de uma sociedade empresária independente, apartidária e imparcial, e que se financia unicamente a partir de recursos próprios, cujo objetivo principal é oferecer ao público conteúdos essencialmente informativos com relação aos temas tratados, sempre com base em grande acervo informativo analisado por dezenas de especialistas.

Dentre as produções da Brasil Paralelo está a mais recente, denominada “1964 – O Brasil Entre Armas e Livros”, cuja pré-estreia ocorreu no dia 31 de março de 2019. Assim como todo conteúdo gerado pela Produtora, o Documentário não possui qualquer viés político ou ideológico, tratando-se de uma análise puramente historiográfica do Regime Militar no Brasil, o que não se confunde com pauta de implementação política ou apologia ao referido regime, como mentirosamente supôs a matéria publicada pelo Jornal O Globo.

Mais do que inverídica, a manchete publicada pelo Jornal é ofensiva e não reflete ao que se propõe o documentário, que, repete-se, possui caráter unicamente informativo. Tanto é verdade que a sua produção ocorreu tão somente a partir de relatos, arquivos e documentos até então desconhecidos pela população em geral, que inclusive dão o caráter de ineditismo à produção e que autoriza a sua divulgação como o maior documentário já produzido no país sobre o período do Regime Militar Brasileiro.

Além disso, é também inverídica a afirmação da matéria no sentido de que a Brasil Paralelo “não é uma empresa nem uma ONG”. Ao contrário disso, esclarecese que a Brasil Paralelo se trata de uma empresa privada, que se financia a partir da comercialização dos seus produtos e da contribuição dos seus membros assinantes, conforme amplamente divulgado em suas plataformas e no seu próprio website. E é justamente a sua natureza privada que garante a independência e a autonomia na produção dos seus conteúdos, essencialmente porque as produções não são financiadas por nenhum recurso público, desvinculando-as de quaisquer interesses políticos e partidários.

A qualificação descabida da Brasil Paralelo como uma entidade não empresarial revela-se extremamente prejudicial para a imagem da empresa frente ao seu público, porque macula uma das principais – senão a maior – característica da Produtora, que é a independência do seu negócio e a imparcialidade do seu conteúdo.

Por fim, registra-se a profunda estranheza pelo fato de o “Jornal O Globo” ter publicado matéria emitindo juízo crítico acerca de um Documentário que sequer havia sido concluído e muito menos publicado na sua íntegra na época em que realizada a matéria, sendo que a única divulgação oficial existente era a do respectivo trailer, disponível nas plataformas oficiais da Produtora.

As produções da Brasil Paralelo pretendem revisitar a história brasileira, não para alterá-la à sua própria vontade, mas para derrubar o muro simbólico que permanece erguido nas narrativas que foram legadas à nossa população, e que ainda divide o nosso país. A Brasil Paralelo quer resgatar aquilo que a população brasileira não pôde herdar, mas que tem a profunda certeza de que merece saber: a verdade.

Já dizia o saudoso Costinha…

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

13 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Ainda bem que ainda é possível fazer valer a Justiça nesse país.

    Infelizmente isso só é possível por enquanto entre empresas..

  • Brasil Paralelo é top (acho até que é pouco divulgado). É só uma pena a Globo não sentir vergonha de nada. Enfim. A 3 dias de saber que rumo nossa nação tomará. Hoje Bolsonaro, de novo, em sua live, cumprimentou Maia e Alcolumbre. Difícil, viu… Pode ser que eu me engane, mas dentro do nosso presidente tem um monstro sendo alimentado, e pressuponho que ele o libertará antes mesmo de assumir que o Congresso não votará e/ou aprovará porra nenhuma que venha do executivo. Tipo Carlos bolsonaro, como bateu o recorde de mitadas de seu próprio pai com um “respeito é o cacete, cabeça de balão!”. Nesse dia, meu orgulho de ser brasileiro (veja só, sentimento estreado um dia desses…) se reavivará. A propósito: saudades do Costinha…

  • Primeira vez que leio algo desse jornal BRASIL PARALELO, e já sou fã e vou continuar lendo matérias verdadeiras e não igual essa mídia direcionada com inverdades e vivendo de dinheiro roubado da população pelo partido outrora bancando essa imprensa suja e manipuladora de gente sem o mínimo de entendimento do correto…Obs em tempo já fiz o cancelamento desse jornal a mais de dois meses e continuam me “roubando”

  • O final a la Costinha do Ricardo Roveran foi perfeito, pertinente até a ultima nota! 😁🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

  • Está faltando ações mais severas com relação a esses jornais. Justiça precisa ser feita para que uma notícia de má fé não venha macular a imagem de pessoas sérias e que trabalham para dizer a verdade. Parabéns não só a vocês mais a todos os seus colegas que primam por nós trazer informações sérias.

  • Avante Brasil Paralelo! Não dê mole pra esta esquerda que tenta há muito tempo mudar mentido a realidade social e polícia brasileira.Gracas a Deus

  • Avante Brasil Paralelo! Não dê mole pra esta esquerda que tenta há muito tempo mudar mentido a realidade social e polícia brasileira.Gracas a Deus

  • Só acho que o linguajar mais adequado para falar do Globo exige que se use palavras mais grosseiras para, assim, descrever a coisa toda de maneira mais realista, em conformidade com a feiura do que eles fazem costumeiramente. Inverídico não; mentira, mesmo!!!

  • Só achei que faltou uma indenização pelos danos causados, além do direito de resposta. Os esquerdopatas vivem cobrando indenização da direita só para criar dor de cabeça e intimidar, e graças ao judiciário (minúsculo proposital) ainda muitas vezes a indenização é concedida!

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...