MundoNotícias

Brasileiro é condenado por ligação com célula jihadista do Estado Islâmico

O brasileiro Kaique Luan Ribeiro Guimarães foi condenado à prisão, no dia 10, por envolvimento com uma célula jihadista do Estado Islâmico. Ele e outros nove membros foram julgados e pegaram até 12 anos de prisão.

Kaique Luan já havia sido preso na Bulgária, em 2015, pela suspeita de união com o grupo extremista.

Neste caso, três dos réus foram condenados a 12 anos pelo crime de formação de organização terrorista na condição de dirigente. O brasileiro pegou oito anos por ser considerado apenas um participante. A condenação se deu na Espanha.

A mãe do brasileiro pretende recorrer. Ela nega o envolvimento do filho com a célula e diz que ele é um “cidadão de bem”.

Segundo a Justiça espanhola, eles pretendiam atacar pontos de Barcelona e sequestrar uma pessoa, para executá-la em um vídeo.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close