CCJ derruba decreto de Bolsonaro que flexibiliza porte de armas

esmagando armas
 


Há pouco, nesta quarta-feira (12/6), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, aprovou sete projetos que derrubam o Decreto 9.785 do presidente Jair Bolsonaro, que flexibiliza o porte de armas no Brasil. Os projetos tramitam em conjunto e seguem em regime de urgência para apreciação do Plenário.

A CCJ rejeitou, por 15 votos a 9, o parecer do senador Marcos do Val (Cidadania-ES). O senador era contrário aos projetos e favorável ao decreto do presidente.

“As armas são o único meio para defesa de inocentes expostos à violência de bandidos. Todo cidadão tem direito à autodefesa. Sem esse direito, as pessoas ficam vulneráveis. E sem segurança não existe a liberdade.”, afirmou Marcos.

A CCJ adotou como parecer o voto contrário ao decreto, do senador Veneziano Vital do Rego (PSB-PB), condenado a perda do mandato por improbidade administrativa, conforme matéria publicada pelo G1.

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) apresentou um voto em separado para tentar manter o decreto de Jair Bolsonaro e derrubar os projetos contrários, que ele classificou como inconstitucionais.

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) defendeu o decreto do presidente da República. Para ele, a flexibilização do Estatuto do Desarmamento garante mais segurança à população.

Os projetos aprovados pela CCJ são assinados pelas senadoras Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Zenaide Maia (PROS-RN), e pelos senadores Fabiano Contarato (REDE-ES), Humberto Costa (PT-PE), Jaques Wagner (PT-BA), Jean Paul Prates (PT-RN), Paulo Paim (PT-RS), Paulo Rocha (PT-PA), Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e Rogério Carvalho ((PT-SE).

* Com informações de Agência Senado

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

18 Comentários

Clique aqui para comentar

  • É preciso o nome de quem VOTOU CONTRA!

    Tenho certeza absoluta que esses mesmos senadores que, votaram contra, não conseguem uma alternativa plausível pela proteção plena de 210 milhões de cidadãos brasileiros.

  • Pelos nomes citados, principalmente no final, fica evidente que os traidores da pátria tem pensamentos aliados à flexibilização do porte de faca, sendo o porte de armas permitido somente para ações como assassinato do Celso Daniel.

    Quem tira o direito do cidadão e mantém o do BANDIDO é o quê?

  • Muito orgulho de ter votado no excelente Marcos do Val e muita vergonha do voto na bicha Fabiano Contarato, aquele canalha. Parabéns, do Val.

  • parabéns a ccj, uma luz em meio a tanta escuridão, uma vitória num momento de tanta insanidade e com inversão de valores. A violência no Brasil não se resolve com armas, mas com justiça social e educação. armas no brasil é como apagar incêndio com gasolina

  • JA QUE NOS CIDADÃOS DE BEM NÃO PODEMOS PORTAR ARMAS QUE NIMGUEM MAIS POSSA SÓ A POLICIA MILITAR NA HORA DO SEU SEVIÇO E QUE SEJA PROIBIDA ARMAS PARA SEGURANÇA DE POLITICOS JA QUE NOS VAMOS NOS FERRAR QUE SE FERREM TAMBÉM

  • Enquanto o PT não for fechado e cassado, vai continuar melando governos de direita. A quadrilha defendendo o direito da bandidagem de agira livremente.

  • no dia que um ou mais deputados desse for assaltado com a arma apontada pra cabeça, ele vai pensar na m….. que fizeram, infelizmente estamos a mercê da classe politica corrupta desse pais, um mundo de pessoas querendo trabalhar honestamente e eles ficam tirando essa liberdade, é claro, eles não passam ferias aqui no brasil, vão para lugares mais seguros que aqui, que adianta ir pra rua se esses canalhas fazem tudo ao contrario do povo.

  • “A violência no Brasil não se resolve com armas, mas com justiça social e educação.”

    Só falta combinar isso com os BANDIDOS.

    as vezes eu acho que brasileiro tem mais é que se ferrar mesmo, até aprender que não pode dar mole para bandido.

  • A maior conquista do governo acaba de ser neutralizada. Meus parabéns, esquerda! Vocês não valem a poeira das solas de seus sapatos, mas tenho que admitir, sabem jogar! 😉

  • Tem de criminalizar o PT. É uma organização criminosa. E todos os seus membros. Cadeia neles.

  • O negócio é rezar para o Batman quando se deparar com um bandido armado (que o estatuto sequer funciona para ele). Porque com poucos policiais nas cidades, o socorro chega bem mais tarde do necessário, infelizmente.

  • O voto mais coerente são dos Coronéis do NE que não querem que o povo se livre dos seus jagunços. Os da esquerda querem o desarmamento pois pra tornar o Brasil uma Venezuela o povo tem que estar desarmado…. Nenhuma surpresa.

  • SERÁ QUE OS SEGURANÇAS DESSES DEPUTADOS ESTÃO FAZENDO A SEGURANÇA DELES “DESARMADOS” ??? (Pimenta no olho do outro é refresco)

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...