Ceará registra 170 mortes durante greve de policiais militares

Divulgação/Polícia Civil do Ceará


Dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará apontam 170 mortes durante a greve dos policiais que começou na última terça-feira, 18 de fevereiro. Eles reivindicam reajuste salarial.

Ainda conforme os dados, i número de assassinatos já é 37% maior que o registrado no motim de 2012, quando 124 pessoas foram mortas durante os 7 dias em que policiais interromperam seus serviços.

A soma inclui homicídio doloso (quando há intenção de matar), feminicídio, lesão corporal seguida de morte e latrocínio (roubo seguido de morte).

Vale lembrar que a Constituição Federal proíbe no, seu parágrafo 142, manifestações de militares pelo fato de que prestam serviço indispensável à sociedade e que a classe tem maior poder de coação que as demais.

(Com informações, Poder360)

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...