fbpx

Cena considerada ‘machista’ é excluída de Toy Story 2

 


Depois de denúncias do movimento feminista dos EUA, #MeToo, a Disney decidiu retirar do filme de animação Toy Story 2, uma cena considerada como “machismo” e “assédio”.

A cena trazia o Stinky Pete, The Prospector, ou “Mineiro” (na tradução brasileira), flagrado por Woody dentro de uma caixa, conversando com duas Barbies. A eliminação da sequência foi descoberta por usuários de fóruns e sites online.

A exclusão ocorreu depois que o  ex-diretor de criação da Pixar e da Walt Disney Studios Animation e diretor de Toy Story, John Lasseter, deixou a empresa acusado de assédio sexual, segundo o The Guardian.

A cena já não será encontrada nos próximos DVD e Blu-ray do filme que serão feitos, assim como nas versões digitais.

O movimento #Metoo

O movimento ganhou notoriedade depois da divulgação de escândalos envolvendo Harvey Weinstein, um dos maiores produtores de Hollywood, fundador da Miramax e da The Weinstein Co e produtor de grandes sucessos de bilheteria como o Senhor dos Anéis. Diversas atrizes de Hollywood alegaram terem sofrido assédio sexual de Weinstein.

Confira a cena considerada “machista” que foi removida de Toy Story:

 

 

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

29 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Os ideais globalistas estão espalhados em TODOS os meios midiáticos.

    O meio publicitário, informativo, cinema..tudos… sempre procuram nos EMPURRAR GOELA abaixo essas loucuras como lacração e afins.
    Eles compram empresas de sucesso e ENFIAM, dia após dia, essas informações.

    NETLIX, CINEMA, Novas HQs, Novelas, Jornais, Revistas, tudo farinha do mesmo saco!

  • E quem garante que não são falsas acusações? Fica a dúvida se essas atrizes não estão apenas querendo ganhar em cima de uma falsa acusação ainda mais hoje em dia que qualquer coisa hoje em dia se torna assédio, não dá pra demonstrar sua ideia que você é o machista opressor de uma sociedade patriarcal.

  • Disney é esquerdista e abortista, para vocês que tem filhos pequenos: Assistam junto os filmes da Disney junto com os seus pequeninos se começarem a encontrar coisas estranhas – o que irá acontecer no futuro – assistam só aos filmes antigos.

  • Bora compartilhar acena no youtube galera, não deixem a cena morrer…disney, vai toma no cu, frescurenta dos infernos

  • Se fosse uma cena homoerótica, certamente seria louvada e tida como exemplo a outras animações a título de “inclusão social”.

  • Ainda bem que esse cena nojenta foi cortada, quando eu vi esta tal cena quase não acreditei que era ral, de tão inacreditável, é assédio é nojento, imagine crianças assistindo uma coisa assim? Por crianças poderia até passar despercebido, já que crianças são ingênuas, mas por uma pessoa adulta isso jamais passaria, ainda bem que a Disney de um tempo para cá está se posicionando menos retrógrada, nada mais que seu dever que sua função.
    Parabéns a esse grupo feminista que denunciou este nojo de cena, maldosa, criminosa. ❤👍

  • “Radicais nas Universidades (Roger Kimball) e “O Terrorismo Intelectual” (Jean Sévillia) são dois livros que abordam a manipulação da opinião, inclusive com difamação pra tirar os oponentes da briga. As acusações de feministas, individual ou coletivamente (de estupro, assédio, palavras soltas), algumas vezes são maximizadas com ajuda do politicamente correto; outras, simplesmente falsas.
    O fato é que a militância parece bem sucedida na imposição de seu discurso, com grande ajuda da mídia, claro.

  • Agora as cenas de cunho feminista e de menosprezo ao homem podem continuar, né? Tudo normal. Nunca que eu deixo um filho meu assistir a esta bosta. Até o segundo filme, tudo bem. Transformaram até a roupa da pastora de ovelhas, porra, vão tomar nos seus cus!

  • Priscila F, é por que se trata de um velho caipira. Se fosse um Ken, aí tava certo, aí ninguém iria reclamar de assédio. O assédio termina quando o homem é boa pinta ou rico. Agora, você viu o comportamento da pastora de ovelhas, isto é, o modo de como ela falava com o Woody? Menosprezando-o? Isso não te incomoda, né? Nem você e nem sua trupe feminista. Um dia quando vocês e todas as Najila’s, Pituxita’s, Christine’s Blasey’s e demais caluniadoras pararem na CADEIA por falsas acusações de estupro e imputação falsa de atos ilegais vocês não irão mudar. Tomara que esse dia chegue logo.

  • Essa gang do MeToo tem integrantes envolvidos em abuso sexual contra menores como é o caso da atriz Asia Argento, que moral esses lixos desocupados pensam que tem? Bando de vigaristas de idéias cretinas que nada produzem de concreto para o mundo, ficam ai com esse mimimi.

  • ESTÁ DIFÍCIL!!! Um sujeito honesto de direita não pode sequer ir ao cinema pq a porcaria da indústria cinematográfica é dominada pelos globalistas, progressistas e esquerdalhas – tudo farinha do mesmo saco!!!

  • Se o boneco citado estivesse conversando com dois bonecos ken ou falcon aí tudo bem, más como eram duas barbies é considerado assédio, homem gostar de mulher hoje em dia é crime.

  • Um adendo: Beijo gay em desenho da disney pode, agora boneco hétero paquerando boneca hétero aí não pode, é machismo, cade o tal discurso da diversidade que esse pessoal enche a boca pra falar? se o boneco citado estivesse paquerando um boneco do mesmo sexo aí esse pessoal estaria soltando fogos, não é a toa que eles foram DEMOCRATICAMENTE DERROTADOS no EUA e no Brasil, ninguém tem a obrigação e nem paciência pra aturar os desmandos dessa gente, se eles acham que vão controlar nossa sexualidade estão muito enganados, eles que vão ditar regra lá na casa de belzebu.

  • Se ser hétero é crime aguardo processo, e se alguém acredita na minha sexualidade ou não, tanto faz, cada um que se meta com sua sexualidade.

  • Onde tem machismo aqui, que merda! Agora no novo Tot Story, Ideologia de gênero pode! Lixo de Marxismo Cultural

    ass. Brasileira

  • Estamos vivendo hoje, através do empoderamento das minorias, a completa inversão dos valores morais.
    É o Marxismo Cultural de Gramsci se disseminando e se firmando como verdade.
    Me pergunto, será possível dar um basta nisso?

  • Os globalistas compraram todos os meios de comunicação da Revista Veja até a editora de Super-heróis e contos de fantasia, tudo está sempre lançando ideias “lacradoras” pra cima do público leigo!

    Mídia em geral, revistas, artistas, todos têm o mesmo pensamento deturpado de sempre…todos, sempre levantam uma bandeirinha aqui e outra ali….. como se isso fosse normal, empurram sua agenda Goela abaixo!

  • “John Lasseter, deixou a empresa acusado de assédio sexual, segundo o The Guardian.”…
    .
    Estou começando a ler um livro intitulado “Libido Dominandi” (Michael Jones). Do que eu pude ver, a “libertação sexual” é usada para o controle do indivíduo, controle social, controle político…
    .
    Veja esse caso do John Lasseter. O sujeito se entrega aos impulsos sexuais desordenado, às paixões descontroladas… e se torna escravo de si e dos outros.
    .
    Se esses globalistas e esquerdistas de fato cressem na “libertação” da moral sexual como um valor fixo, não estariam perseguindo o sujeito, mas, estariam o louvando. Mas, ao contrário, cobram dele por uma conduta imoral ou anti-ética. Oras, mas na hora de perseguir o sujeito a ética e a moral voltam a valer? Bang!!! Você aderiu à ideia de que não deve lutar contra suas paixões e sua impulsividade, aderiu à liberdade sexual… e se tornou escravo, vítima de chantagens e de perseguição!!!
    .
    A mesma esquerda, os mesmos globalistas. De um lado, empurram a cultura da sensualidade, do prazer sexual desinibido, da promiscuidade, dos impulsos primitivos. De outro, perseguem aquele que se entregou a esses prazeres – conforme for conveniente. Hora pra perseguir um inimigo, hora pra sacrificar alguém no altar como bode expiatório e saciar a sede do público sempre ávido por sensacionalismo e por “justiça”!!!

    E nem vou entrar no mérito de se as denúncias são verdadeiras, se são orquestradas, se houve sexo, se foi consentido ou não…

  • No novo “Toy Story” (4) a boneca Betty virou “A” heroína da história, deixando o Woody e o Buzz (personagens masculinos) para trás em TODAS as cenas de ação. É sempre ela que toma a iniciativa em todas as situações, é ela que enfrenta e supera todos os perigos, é ela – e só ela – que manda em tudo o tempo todo… Haja saco para aturar ideologias em absolutamente tudo o que assistimos hoje em dia. Nossos personagens favoritos viraram meros coadjuvantes, porque hoje é proibido que o homem se comporte como homem. Quem tem que vestir calças e fazer tudo o que os homens sempre fizeram são as mulheres.

    E não é só em “Toy Story” que temos as ideologias da moda dominando tudo: há alguns anos, resolveram refilmar o clássico “Os Caça Fantasmas”, só que mudaram os heróis, que eram homens, por um quarteto de mulheres… Resultado? Um fracasso épico de bilheteria, é claro. Quem gostava da história original obviamente não gostou dessas mudanças radicais, que são verdadeiras deturpações.

    Isso sem falar na nova saga “Star Wars”, que tem uma menina jedi como protagonista.

    Tem mais: aí vem a versão em filme da “Pequena Sereia”, e a protagonista (Ariel), que sempre foi ruiva de olhos claros, agora é negra, mudando completamente o carisma da personagem original, tão querida e perfeita do jeito que era. NADA contra pessoas negras, mas se querem combater o racismo ou coisa do tipo, seria preferível criar uma nova personagem do que violentar uma personagem clássica desse jeito.

    Realmente, além de não poder mais ter homem herói, também não pode mais ter protagonista branco em nosso mundo politicamente correto… Parem o mundo que eu quero descer!!!!

  • Eu tb estou de saco cheio dessa conversa…. dessa lacração nojenta por toda a mídia.

    É uma MATRIX controladora mesmo, “eles” fazem o que querem em nossas vidas.

    Pra mim tb CHEGA!

  • Engraçado, tiram cenas consideradas “machistas” mas não tiram mulheres e homens se beijando na boca, dragqueens , apologia ao homossexualismo, despreseito os pais, ridicularização e ofensas ao cristianismo… Que palhaçada isso! Globalistas idiotas!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...