Chile cancela duas cúpulas internacionais

 


Em um pronunciamento no Palácio de La Moneda, sede do governo chileno, o presidente Sebastián Piñera anunciou hoje (30) o cancelamento da realização de duas cúpulas internacionais, a Apec (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico) e a COP25 (Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019).

“Nossa primeira preocupação e prioridade como governo é concentrar-nos, primeiro, em restaurar completamente a ordem pública, a segurança dos cidadãos e a paz social; segundo, promover com toda a força e urgência a nova agenda social necessária para responder às principais demandas de nossos cidadãos; e terceiro, promover um amplo e profundo processo de diálogo para ouvir nossos compatriotas”, afirmou Piñera, acompanhado pelos ministros das Relações Exteriores, Teodoro Ribera, e do Meio Ambiente, Carolina Schmidt.

“Nosso governo, com muita dor, porque isso é uma dor para o Chile, resolveu não realizar a cúpula da Apec nem a cúpula da COP. Sentimos e lamentamos profundamente os problemas e inconvenientes que esta decisão significará para ambas as cúpulas”, disse Piñera, ao reconhecer a importância de ambos eventos para o Chile e para o mundo.

O presidente reiterou, no entanto, a importância de, neste momento, priorizar o diálogo com cidadãos e forças políticas do país, para conquistar a aprovação, no Congresso, de leis que permitam a concretização de uma agenda social.

“Como presidente de todos os chilenos, eu sempre tenho que colocar em primeiro lugar os problemas e interesses dos chilenos, suas necessidades, desejos e esperanças”.

O presidente chileno disse ainda que ratifica o compromisso do país com a Apec, “que é a organização que busca o maior e mais importante livre comércio do mundo, que reúne 21 economias”.

Ele lembrou que a participação do Chile na Apec é um instrumento poderoso para criar mais e melhores empregos para os cidadãos, gerar oportunidades para as empresas, especialmente micro, pequenas e médias, e criar condições para uma vida de melhor qualidade para os chilenos.

“Também quero ratificar nosso compromisso total com a COP e com sua disposição de combater e enfrentar as mudanças climáticas e o aquecimento global. O Chile nesta área tem uma liderança clara, firme e reconhecida”, disse Piñera.

A Conferência da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico, que reuniria presidentes de 21 países e tem como objetivo a promoção do livre comércio na região da Ásia-Pacífico, estava marcada para acontecer entre os dias 16 e 17 de novembro. A COP25, aconteceria entre os dias 2 e 13 de dezembro.

Fonte: Agência Brasil

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

5 Comentários

Clique aqui para comentar

  • se fuderam esquerda..acharam que ia ter reação, que haveria revanche…não..diferente de vcs neandertal, o governo chileno age como civilizado e tenta resolver as coisas da maneira correta, dialogo….problema e que a esquerda não existe dialogo..so na base da porrada…primitivos demais …. o fim da esquerda deveria ser ja..ser dizimada como no holocasuto

  • Piñera foi muito mole … foi procurar “ajuda” com a tal de Bachelet, nitidamente ligada ao Bolivarianismo !
    Deveria ter agido duro no início , isso é tentativa de derrubada de Governo montado pelo Foro de São Paulo com apoio dos comunistas Chilenos, tem Venezuelano e Cubano responsável por destruição de trens , metrô , ônibus e prédios !
    Ele tinha que ter mandado baixar o pau !

  • Caramba, estudem um pouco mais sobre as técnicas que infiltração que são ensinadas pela KGB (que está mais ativa do que nunca). Os agentes Cubanos e Venezuelanos são treinados pela KGB e armaram esta confusão no Chile. Qualquer um que entenda o mínimo de técnicas das agência de inteligência percebe que as ações no Chile foram comandadas por agentes treinados na KGB.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...