Coca-Cola ameaça deixar o Brasil depois de reunião com o governo



A Coca-Cola ameaça interromper sua produção de refrigerante na Zona Franca de Manaus caso Michel Temer não baixe medida devolvendo ao setor os benefícios de que desfrutavam antes da paralisação dos caminhoneiros.

O assunto foi levado ao presidente pela primeira vez no fim de junho por Alexandre Jobim, presidente da Abir (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes), que representa as empresas.

A Abir reúne 59 fabricantes de refrigerantes, entre elas as gigantes Coca-Cola, Ambev e Pepsi. Elas ameaçam cortar 15 mil empregos diretos porque preveem uma retração de cerca de R$ 6 bilhões por ano nas vendas caso Michel Temer não volte atrás.

Desde então, houve conversas com assessores de Temer, tanto na Casa Civil quanto na equipe econômica. Na terça-feira (14), o presidente da Coca-Cola no Brasil, Henrique Braun, esteve com o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, e detalhou a situação.

Pessoas que acompanharam as conversas afirmam que a Coca-Cola fez chegar a Temer que só faz sentido produzir na Zona Franca se a alíquota do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) que incide sobre o concentrado de refrigerante for de, pelo menos, 15%.

Braun também disse que a matriz nos Estados Unidos quer definir a situação no Brasil até o fim deste ano e que, para isso, a companhia aguarda um decreto garantindo 15% de IPI ainda na gestão Temer.

Fonte: Tarciso Morais – RENOVA Mídia

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Se, na eventualidade de Bolsonaro não ganhar essa disputa (ainda que essa não seja a solução imediata para todos os nossos problemas), em 1 ou 2 anos disso aqui só vai sobrar de pé as pilastras das ruínas. Venezuela vai parecer atração barata da Disney perto da Ilha do Poderá! Lamento muito por aqueles que ainda votarão em branco ou anularão seus votos nessa eleição achando que esse é o “ano do protesto”. Se o pior acontecer, em 1 ou 2 anos estaremos todos juntos, desfrutando das consequências da preguiça e egoísmo fora de série daqueles que nunca pegariam num livro, sequer para salvar suas próprias vidas ou as vidas de seus filhos. Acorda, gado, pelo amor de Deus!

  • Fico muito preocupado quando constato pessoalmente que muita gente ainda não tem a mínima noção do perigo que o Brasil corre se o Bolsonaro não for eleito. As pessoas insistem em ficar discutindo puerilidades, como feminismo, igualdade salarial e toda sorte de engodo inventado para desviar a atenção para o que realmente importa. Essa eleição é crucial para o futuro dos próximos 100 anos no mínimo. Se o Brasil se tornar uma Venezuela, a próxima etapa será a divisão do território em sabe-se lá quantas republiquetas socialistas controladas por estrangeiros.
    E tem gente que ainda fica preocupado achando que Bolsonaro é desequilibrado demais e tem ideias irrealizáveis… aja paciência para tentar convencer as pessoas do contrário

  • É complicado. O povo Brasileiro está ciente de muita merda mas a maioria é ainda completamente ignorante quanto aos planos dos revolucionários( a maioria sequer sabe que o continente corre um sério risco de se tornar uma nova união soviética… latino americana no caso ). E o imediatismo político dos liberais também é outra coisa que ilude o povo( pois assim as pessoas ficam com a impressão de que o problema do Brasil é puramente político e econômico, quando na verdade os nossos problemas políticos e econômicos são apenas consequências de algo muito maior que está por detrás dos bastidores ). Este ano de 2018 é o ano em que estará à escolha dos brasileiros dois caminhos: o de uma reforma no sistema, trazendo para o país uma verdadeira democracia( que esta nossa está longe de ser ) ou a rendição total ao socialismo( e arcar depois com suas consequências )…. Sei que tem muita gente a lutar pelo país, mas além disso tudo o que posso esperar é que Deus tenha misericórdia desta nação.

  • Como os amigos do rei gostam de um subsídio, hein? E o Governo? Vive criando desiquilíbrio no mercado com suas ações microeconômicas. Coca, por melhor que seja seu produto, o Brasil não vai acabar se vc nos deixar, fica tranquila. Pegue suas malinhas e tchau! Aposto que a TOM COLA vai dar um joinha, a Tubaina também, e a Pepsi então! A Pepsi vai te beijar na boca. Lehman vai mandar saudações cordiais em nome da Pepsico e Ab-Inbev para vocês!

  • A ação governamental que deveria ser tomada, é bem simples, a exemplo de Trump, basta sair baixando tudo que é imposto, será algo assim que Paulo Guedes fará..

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...