Código de Conduta

O Terça Livre é uma empresa jornalística e uma plataforma de formação intelectual: no jornalismo nosso produto é a informação relevante, na educação produzimos alta cultura. Nosso código de conduta se aplica a todos os funcionários e está a serviço da excelência na prestação de serviços. O descumprimento das regras que apresentamos abaixo deverá ser comunicado imediatamente à direção por quaisquer meios, inclusive anonimamente.

1. DE PROFISSIONAL PARA PROFISSIONAL

O Terça Livre recruta profissionais por competência comprovada, portanto nenhuma discriminação é admitida. Aos recrutados são oferecidas iguais condições de trabalho, mas o crescimento vem pelo mérito comprovado. O critério de contratação é a competência, valorizando mais a experiência comprovada, o mérito em si, do que quaisquer títulos acadêmicos.

Qualquer episódio de discriminação ou assédio realizado por funcionários será punido no rigor da lei.

O Terça Livre funciona como uma unidade e não admite divisões internas e intrigas de quaisquer natureza. A hierarquia e ordem são condições essenciais para o desenvolvimentos das atividades.

Portanto, o Terça Livre funciona sobre o pilar da absoluta lealdade e respeito.

2. ENTREVISTADOS

O jornalismo Terça Livre serve a verdade e noticia imparcialmente, de acordo com a relevância pública dos fatos. Está prática reforça o valor da honestidade.

O jornalista deve comprometer-se na busca dos fatos de interesse público para divulgação. Com relação a transparência com as fontes há um dever de anunciar antecipadamente e a todo entrevistado é assegurado o direito de saber como ele e suas informações serão tratados.

A privacidade do entrevistado é proporcional ao dever de prestar contas, tratando-se de figura pública e sobretudo no meio político.

O Terça Livre não se intimida e reagirá na letra da lei à qualquer assédio cometido contra seus profissionais. Quaisquer condutas impróprias serão comunicadas às esferas superiores para que as devidas providências sejam tomadas imediatamente.

As notícias são importantes, mas a integridade física e moral de seus funcionários é prioridade.

O jornalista do Terça Livre é proibido de receber quaisquer vantagens indevidas que possam comprometer a independência de sua atividade: presentes, descontos em compras de produtos, convites para almoços, jantares, viagens, entre outras. Absolutamente nada que coloque em suspeição a credibilidade do trabalho será tolerado.

3. ANUNCIANTES, ASSINANTES E PATROCINADORES

O Terça Livre admite como fundamentais os parceiros de negócios para a realização da atividade empresarial. São estas relações que asseguram a independência do jornalismo, no entanto tais relações são estritamente comerciais e o desenvolvimento é exclusivo do departamento comercial.

Todas os anúncios e demais negócios realizados com o Terça Livre, obrigatoriamente são documentados para comprovação, controle de gestão e fiscalização. Nenhuma vantagem além dos valores contratados será aceita, sob pena de demissão imediata.

Nenhuma pauta comercial será considerada na definição das pautas: o jornalismo é independente e não abrirá mão disso.

4. PÚBLICO

O compromisso do Terça Livre com o público é a manutenção dos valores: independência e transparência. Encontramos o caminho da credibilidade e o seguiremos, esta é nossa missão. Não é uma mera questão de profissionalismo, mas de um legado.

Toda comunicação relevante dos seguidores é levada a sério, respeitada, considerada e muitas vezes já foram o suficiente para o aperfeiçoamento da atividade jornalística.

O Terça Livre não responde por declarações e posicionamentos isolados de seus funcionários e colaboradores em redes sociais.