Concordia, Integritas, Industria. O lema dos Rothschild



Havendo Concordia (concordância) entre a família, haverá Integridade (coesão), e havendo integridade, haverá Industria (realização).

Por Jonas Fagá Jr. 

O lema do brasão da família Rothschild é: Concordia, Integritas, Industria.

Basicamente ele significa que havendo Concordia (concordância) entre a família, haverá Integridade (coesão), e havendo integridade, haverá Industria (realização).

Foi com base nessa receita que a famosa família de banqueiros, em apenas duas gerações, praticamente dominou o mundo.

Na Bíblia, Jesus alerta para o fato de que “uma casa dividida contra si mesma não subsistirá”.

Observe algumas famílias de hoje:

Totalmente desestruturadas, nas quais impera a lei do salve-se quem puder, cada vez mais fodidas, cada vez com menos recursos materiais e humanos, onde existe menos respeito entre seus membros do que é prestado à estranhos que só fazem subtrair ainda mais, e será inevitável que você se pergunte:

Onde é que esse povo está com a cabeça?

Obviamente, democracia nas famílias (ou em qualquer outro lugar, by the way) não funciona. É por isso que uma família forte tem sempre um Patriarca ou uma Matriarca que centraliza o poder decisório (e assume com isso a responsabilidade, claro), e a concórdia, ainda que surja depois de algum debate, está sempre condicionada à aceitação e ao cumprimento das decisões finais do líder.

É também por isso que, quando o líder de uma família morre ou se torna inválido, alguém (que obviamente precisa ter sido previamente preparado) precisa assumir o seu lugar.

Não é por outra razão que existem as regras de sucessão em monarquias, etc, onde os primogênitos (em geral do sexo masculino) são preparados desde cedo para essa tarefa.

Sem líder, cria-se um vácuo de poder, e é nesse vácuo que o demônio do “eu primeiro” entra para destruir tudo o que foi construído pelo trabalho duro das gerações passadas.

Patrimônios (materiais e imateriais) são destruídos muito mais rapidamente do que foram construídos em uma fútil tentativa de parecer vitorioso para terceiros totalmente desimportantes que acabam ficando com o melhor da festa, enquanto aos herdeiros mais novos ficam reservadas condições parecidas com a dos patriarcas no início de suas vidas, ou ainda piores.

Objetivos e métodos à parte, se sua família padece desse mal de modo irreversível, talvez esteja na hora de formar a sua própria família e adotar uma outra política, assumindo o poder decisório e preparando as futuras gerações para fazer o mesmo quando sua hora chegar.

A menos que queira repetir em sua vida os resultados que observa estarem sendo atingidos por aqueles que ignoraram essa importante lição.

Discórdia, Mentira e Preguiça (antônimos do moto da família Rothschild) jamais criaram vitória, progresso ou paz de espírito.

Criam apenas um atalho para o inferno, ainda em vida.

Beware.

 

Texto publicado na íntegra por Guilherme Galvão Villani, amigo e admirador de Jonas Fagá Jr.,  empreendedor e  CEO da Trinus Inteligência Global. Disponível em sua página pessoal de Facebook. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o Colunista

Guilherme Galvão Villani

Guilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atua em Mercados de Capitais. Agente Autônomo de Investimentos.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...