Correios: empresa entra com ação de dissídio para tentar encerrar greve



Os Correios entraram ontem (11) com uma ação de dissídio coletivo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) após os funcionários decretarem greve geral por tempo indeterminado.

Levantamento dos Correios estima 17,9 mil ausências de trabalhadores nesta quarta, sendo 16,1 mil carteiros, 999 operadores de transbordo, 813 atendentes comerciais e 23 outros cargos. Segundo as federações responsáveis pelos sindicatos de funcionários, todos os 36 sindicatos aderiram à greve.

Os Correios afirmam que a única solução viável é mesmo o fim da paralisação, sem a necessidade do aumento de gastos do Estado.

O dissídio coletivo é protocolado quando não há acordo entre trabalhadores (ou sindicatos) e empregadores. Sem acordo, os envolvidos ingressam com ação na Justiça do Trabalho. Assim, Corte torna-se responsável pela solução do conflito.

Reivindicações

A Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) se coloca contra a privatização da empresa e pede reajuste salarial com reposição da inflação do período (3,25%).

Os sindicatos argumentam que a direção dos Correios, “a mando do governo, se negou a negociar com os trabalhadores”. Eles alegam ainda que a intenção do governo é “acabar com os benefícios da categoria” e que por isso, “se negam a negociar o Acordo Coletivo”.

De acordo com os Correios, a empresa participou de dez encontros na mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, quando foi apresentada a real situação econômica da estatal e propostas para o acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões.

“As federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa, algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso pela empresa”, frisou.

Serviços

Devido à greve, um Plano de Continuidade de Negócios foi montado pela empresa e as postagens e entregas,  correspondências e de encomendas Sedex e PAC continuarão sendo realizadas em todos os municípios. Já os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje) estão suspensos temporariamente.

 

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

20 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Seria interessante se fosse esclarecido que as propostas da sentença “As federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa”, seriam aumentos das taxações. Ou seja, novamente fazer a população pagar pela incompetência da empresa.

    Como se já não bastasse a recente adição da taxa de despacho postal de encomendas internacionais, que gosto de chamar se sequestro fiscal. Além de pagar 15 reais adicionais por encomendas que já paguei o frete, essa burocracia adicional aumentou o tempo de entrega em meses.

  • Aqui no nordeste, estamos de fato a deriva pelos correios.
    O serviço está caríssimo, oq nos aumenta o custo absurdamente, e pra terminar de entornar, uma compra pelo ml demora cerca de 15 dias pra chegar.
    Meu negócio está a beira da falência !

  • Findect e Fentect só existem porque a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é estatal. E, se for privatizada, não recolherão contribuição sindical. Imagina se não esperniariam feito criança birrenta. Não estão pensando no Brasil, estão pensando no próprio umbigo. #PrivatizaJá

  • Os funcionários (atendentes- que é onde entra o dinheiro na empresa) NÃO SÃO incompetentes, incompetentes são os administradores. Agora descobriram um rombo de 13 MILHÕES!! Atendentes têm que vender e muitas vezes comprar do próprio bolso produtos para atingir a meta e o que ganham???? Uma oferta de aumento de 0,8% que foi o q a empresa ofereceu. Querem tirar o ticket das férias, pq segundo eles, quem tá de férias não precisa comer. Querem tirar o vale cultura (de R$50,00), pq segundo eles, pra que né? Querem tirar os pais do convênio (que já é descontado em folha), permanecendo só os q estão em estado terminal, querem tirar 70% das férias, querem tirar ticket da licença maternidade….então assim, peço q a população procure saber ANTES DE ATACAR PEDRA.
    Detalhe que os funcionários NÃO RECEBEM PLR já faz uns 9 anos pq a empresa diz q não tem dinheiro…mas pro mensalão tinha.

  • Vão tocar fogo na bandeira do PT abiguinhos.. Gritam fora Dilma que tudo melhora.kkk vocês tem mesmo é que se ferrarem..aqui se faz, aqui se paga

  • Péssimo serviço, faz greve quando o consumidor pede melhor eficiência. Não é lógico. Isso mostra ainda mais que precisa ser privatizado. Abre esse mercado de correspondências.

  • kkkkkkk, vi tanta coisa absurda escrito nos comentários. Pessoal, não existe só os Correios não, qum compra ou vende pode enviar ou escolher receber suas encomendas por QUALQUER TRANSPORTADORA, e tem muitas, fora os autônomos, motoboys, empresa de ônibus, uber entregas, é tanta gente que faz entrega que hj ainda acho um absurdo as pessoas se ofenderem com greve dos correios. e a greve dos metroviários, dos metalúrgicos, bancários, só quem faz greve é funcionário publico? O problema é quem administra não é administrador. Deu prejuizo? aumenta o preço até chegar na margem de lucro, Correio não é caridade, é empresa, que precisa de lucro, #aumentodastarifasjá quem usa paga, quando vender irão aumentar o preço mesmo…

  • alexander lima dos santos. Diz isso pra quem mora e trabalha nos interiores, em especial no Nordeste. Aqui ja convivemos com atrasos e serviços ruins, quando correios entram em greve piora anda.

  • Correios é uma das piores empresas do Brasil em matéria de custox eficiência. Nada chega no prazo, mercadorias danificadas já é normal, mal atendimento, serviço extremamente caro! Não ha outra solução a não ser privatizar essa merda para “ontem”! O mercado precisa ser aberto. Rezo para que empresas como DHL, FeDex, USPS façam o serviço dos correios.

  • Privatizaaaaaaaaaa!!!
    Os sindicatos dessas empresas não estão do lado dos funcionários ou para ajudar não! Tudo bando de sanguessugas e abutres!! Só pensam na mamata/desvio que eles vão perder depois que as torneiras forem fechada; esses vermes parasitas só querem sugar os trabalhadores, esses patifes canalhas vão trabalhar em vez de ficar sugando os trabalhadores!! Privatizaaaaaaaaaaa o povo e os trabalhadores dos correrios serão libertos!
    Pode privatizaaaaaaaaaaa

  • Quem é a favor da privatização aproveite que os Correios não estão entregando e trabalhem com as transportadoras privadas, que são mais eficientes e mais baratas. Não há monopólio para Encomendas.

  • Já existe a concorrência há muito tempo, assim como existem pessoas desinformadas.
    Para as pessoas desinformadas exitem Fedex, UPS, Braspress, DHL, Jadlog e os Correios, etc.
    São todos concorrentes

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...