CPI de Brumadinho ouve funcionários da empresa

Brumadinho tragédia


Representantes da empresa alemã Tüv Süd, que atestou a estabilidade da barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho, estão sendo ouvidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Brumadinho, nesta quinta-feira (23/5), na Câmara.

Foram convidados para o debate a diretora de Gestão e Qualidade da empresa, Alice Maia; e os engenheiros da empresa Makoto Namba e André Jum Yassuda.

O deputado Roberto Alves (PRB-SP), um dos que solicitaram o debate, afirma que Makoto Namba é citado no processo que investiga o desastre como responsável pela assinatura do laudo de estabilidade da barragem B1 da Mina do Córrego do Feijão.

Em seu depoimento, Namba diz ter sido pressionado pelo gerente da Vale, Alexandre Campanha, para assinar o laudo.

O deputado Rogério Correia (PT-MG), que também solicitou a realização da reunião, lembra que nos dias 23 e 24 de janeiro, houve troca de e-mails e ligações telefônicas entre funcionários da Vale e da Tüv Süd sobre problemas de estabilidade da barragem.

Relembre
No dia 25 de janeiro, uma barragem de mineração da Vale em Brumadinho se rompeu deixando centenas de mortos. A lama de rejeitos de minério de ferro atingiu parte do centro administrativo da empresa, a comunidade Córrego do Feijão e o rio Paraopeba, afluente do rio São Francisco.

Depois disso, a Câmara dos Deputados criou uma comissão externa e uma CPI para acompanhar o caso.

* Com informações de Agência Câmara

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...