Crescimento de 2020 será o dobro do deste ano, afirma Guedes

Paulo Guedes


Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem (30/10) que o Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) em 2020 será de pelo menos o dobro do resultado deste ano. De acordo com o ministro, a economia brasileira deverá encerrar o ano corrente com crescimento de pouco menos de 1% e. em 2020, esse número será de 2% ou 2,5%.

É a primeira vez que você tem essa combinação de crescimento com inflação descendo”, disse o ministro ao participar de evento promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo, na capital paulista. “O crescimento econômico está começando lento, mas, seguramente, já vai ser mais do que o dobro no ano que vem, do que neste ano”, destacou Guedes.

O ministro ressaltou que, além das reformas que o governo conseguiu realizar, muitos acordos comerciais saíram do papel. “O Mercosul estava parado há oito anos; andou; [o acordo com] a União Europeia estava parado há 20 anos, andou; a própria [reforma] previdenciária andou; quebramos o monopólio de distribuição e exploração de gás, e isso vai derrubar [o preço da] energia, e nós vamos industrializar o país em cima de energia barata”, afirmou.

Guedes informou que, em uma semana, deverá avançar no Congresso Nacional a chamada Medida Provisória (MP) do Saneamento, que trata de investimentos privados no setor. “Virá uma onda de investimentos em saneamento. A privatização dos investimentos em saneamento irá realmente trazer saneamento para as cidades brasileiras”, ressaltou.

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Algum economista por favor explique que crescimento é esse que congela o salário mínimo e tudo aumenta de preço. O preço do gás de cozinha está subindo.

    Já já vai aparecer alguém me insultando por causa de um simples questionamento.

  • Não @Fernando, esse seu questionamento é procedente, eu também tenho essa dúvida, pois com a inflação abaixando, em tese, nós já deveríamos sentir os preços dos produtos abaixando e não está, alguns até estão subindo, daí quero saber se é CARTEL, se o comércio não está passando essa diferença no valor dos produtos ou sei lá oque.

  • obvio q e cartel…veja que a pratica e recorrente, se não houver fiscalização, vai haver cartel sim…percebi diversos preços cairem, alguns estabilizaram e alguns subiram…interessante que os que subiram foram ao mesmo tempo, em mercados grandes…coincidência?? o salario minimo não trás impacto nenhum nesse caso …não entendi o que tem haver nesse quadro…sendo que ele não foi congelado, ele apenas vai mudar de data de aumento e de indicador econômico para tal. O preço do gas de cozinha aumentou pq houve aumento no exterior, e muitas empresas de gas estão se aproveitando, conforme houve uma reportagem no estadão. quanto a duvida..se a taxa de juros caiu …e pq a inflação diminuiu não..me parece claro esse movimento….as duvidas vão existir claro, pq estamos acostumados a governos mentirosos e que não apresentavam planos com clareza….devemos dar tempo agora q a economia esta entrando nos eixos…ficar com pessimismos , achismos não vai adiantar nada….os numeros estão ai, basta pesquisar….o buraco tava fundo demais..não da pra sair dele de uma vez….obvio q o pobre vai demorar pra perceber..não uma mudança visivel em pouco tempo e outra, para o pobre nunca ta bom…esse o salrio dobrar ele vai querer q triplique, se triplicar vai querer q quadriplique….não adianta achar que esta ruim pq não esta…so esta bem..devagar visto todos os anos de desgraça economica/admisnistrativa que vivemos…um inferno que não deixa saudades

  • A dúvida sobre economia das pessoas é pertinente mas nem todas respostas estão prontas pois Economia é uma ciência com algumas premissas observáveis somada a outras variáveis políticas oriundas da geopolítica que são quase imprevisíveis.

    Entender isso tudo requer muito estudo..

  • A inflação é o encarecimento do dinheiro circulante, é a perda do poder de compra. Uma inflação baixa, ou nula, significa que os preços não estarão aumentando sem motivo; sendo mesmo um fator psicológico de massas.
    Para os preços baixarem só com competitividade e aumento de produtividade.
    O mercado nacional ainda é muito fechado naquilo que faz a diferença.

  • exatamente, se a economia não se alinhar a realidade, nada que for feito como inflação baixa juros em queda vão gerar mais renda …logo não havera consumo e nem aumento da economia…o que precisa ser feito urgentemente e tirar as altas taxas de impostos e estimular o comercio e industria e o mercado de agropecuaria…podemos ser grandes , basta organizar as contas e equilibrar a balança…desenvolver a economia requer empenho e gente comprometida, fora q temos q cuidar tb das ameaças externas ao nosso mercado…portanto não é facil e nem rapido, mas tem q ser feito com cautela…nao existe magica nem certeza absoluta..mas pode se muito bem construir cenarios onde as medidas corretas podem ser previstas e o que vejo de Guedes.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...