‘Deixa legalizar’, solta David Miranda em discussão sobre ‘Projeto da Suruba’



O Projeto de Lei nº 3369/2015 de autoria do deputado federal Orlando Silva (PCdoB), que reconhece como “família” todas as formas de união entre duas ou mais pessoas, independente de consanguinidade, estava na pauta da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) nesta quarta-feira (21).

Em oposição ao projeto o deputado Éder Mauro (PSL-PA) denominou-o “Projeto da Suruba”, mas o presidente da comissão, Helder Salomão (PT-ES) pediu para que o deputado evitasse usar palavras baixas e xingamentos, em referência ao termo “suruba”.

Entretanto, um dos deputados que estava na sessão argumentou que a palavra estava no dicionário e que não havia problemas em usá-la. Em meio aos debates, David Miranda (PSOL), parceiro de Glenn Greenwald, soltou: “Então deixa legalizar”. As informações do jornalista Allan dos Santos, que presenciou a discussão. Tudo indica que o deputado quer que a suruba, mesmo entre pai e mãe, seja legalizada no Brasil.

Quando as discussões tornaram-se mais agressivas, Orlando Silva se apressou para retirar o tema da pauta,  colocando um outro projeto no lugar, que instituía gênero e cotas.

O projeto do “Poliamor” tem como relator o namorado de Fátima Bernardes,  Túlio Gâdelha. Se aprovado, garante que o Poder Público proverá reconhecimento formal e garantirá todos os direitos decorrentes da constituição de famílias.

No Art. 2º do PL, consta que: “São reconhecidas como famílias todas as formas de união entre duas ou mais
pessoas que para este fim se constituam e que se baseiem no amor, na socioafetividade, independentemente de consanguinidade, gênero, orientação sexual, nacionalidade, credo ou raça, incluindo seus filhos ou pessoas que assim sejam consideradas”

 

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

46 Comentários

Clique aqui para comentar

  • O que tem que legalizar é a depilação à seco, sob sol escaldante, com um banho de loção à base de álcool em seguida, antes da introdução da baioneta, para consertar as falhas cometidas no passado, pelo Regime Militar, o brando, e seus órgãos de utilidade pública.

  • @Bruna de Pieri , cuidado ao abordarem esse tema, heim!? Vários sites bolsonaristas soltaram FAKE NEWS a esses respeito e foram PEGAS EM FLAGRANTE pelas agências Anti Fake News. Vocês do Terça Livre ficaram famosos em criar e espalhar Fake News, mais uma e vocês DESABAM, heim!? 😉 KKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Senhores a questão aqui não é o “gênero” que, biológica e cientificamente comprovados são dois: masculino e feminino.

    Mas, o que existe na realidade, é uma distração proposital, uma mudança de olhar da sociedade para o que realmente vem acontecendo no Brasil. A debochante soltura do maior criminoso do Brasil.

  • Que nível é esse de projetos, que nível é estes deputados; gente morrendo em fila de hospitais sucateados , presisando de projetos para a saúde , e tendo que conviver com essas aberrações!

  • QUE NÍVEL ESSA ESQUERDALHA TEM? ELE QUEREM LEI PARA FORMALIZAR O QUE FAZEM NA REALIDADE DA VIDA VAZIA E IMUNDA DELES?

  • da esquerda só vem lixo, esses petezóides tem a mente deturpada, roubo do dinheiro público é coisa natural, pai transar com filha é normal

  • Muitos votaram nesta gente aí, todos que ficavam falando que não tinha este projetos no Congresso nacionak ai agora estão vendo fico rindo destes falsos cristãos do politicamente correto no brasil , que deseja em ficar calados sem se posicionar contrário estas coisas aí agora as opiniões só vão ficar aqui coloco para vocês publicam em suas páginas no Facebook, Twitter, Instagram, e Whatsapp, apostos que pensar para que isto postar em nos páginas sociais é para avisar a população brasileira inteira de não se posicionar contrário a estes projetos .

  • É sério isso? Que texto porco… comentários piores ainda. O texto de lei é claro quando quando usa o termo família, é letra de lei. Mas claro que o “jornalista” mal caráter usa o termo em sua matéria com aspas, para dar sentido diverso daquilo que está no texto…também demonstra incapacidade de entender o que quer dizer “que para este fim se constituam”. É o mais medíocre e sensacionalista jornalismo que se pode ver. Lixo. E mesmo assim, se aprovassem a “suruba” tal como sugeri o sujeitinho da matéria, o código civil é bem claro sobre o que é família. Puro lixo. Tambem não vou comentar sobre a frase solta “deixa legalizar” que o texto tenta, tendenciosamente, ligar com suruba. Assim fica fácil escrever em blogs e se achar jornalista. Patético, tendencioso, sensacionalista e maldoso…enfim, coisas de alienados.

  • @Roger , não se preocupe! As agências Anti Fake News estão atentas e vigilantes através de denúncias. O site Terça Livre, Jornal da Cidade Online etc já foram PEGAS EM FLAGRANTE espalhando Fake News e ficaram “famosas” por isso na Internet. Acredito que mais uma ou algumas que eles se atreverem a soltarem acaba de vez com a REPUTAÇÃO (ou a falta dela) na rede. 😉 KKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Sério mesmos são os sites ativistas Brasil 247 e Catraca Livre, não é Maria e Rogério? E essas agências de checagem não nada confiáveis, todas são controladas por verba e verbo de grupos esquerdistas. A hora delas vai chegar!

  • Estão querendo transformar o Brasil numa Sodoma e Gomorra… Nós sabemos que fim tiveram essas duas cidades por causa da terrível abominação reinante ali…

  • @Otto , esses sites que você mencionou TAMBÉM foram PEGAS EM FLAGRANTE criando, espalhando e compartilhando Fake News. Não pense que as agências Anti Fake News tem “dó” dessa ou daquela ideologia. Basta que seja Fake News e, se soltarem alguma, sorriam pois serão expostos! 😉 KKKKKKKKKKK! 😀

  • Maria, vai dá o cu vagabunda de merda, prostituta da esquerda, fake e o caralho, gente escrota como vc adora mentir e dizer w foi fake…vai da meia hora desse cu sujo seu

  • Para mim é bem clara a intenção do relator, este tal de Túlio Gâdelha : é ficar com a “coroa famosa e ao mesmo tempo pegar as filhas dela. Tudo dentro da lei, é claro.

  • @Lopes , esteja à vontade para tentar contestar as agências Anti Fake News. A maioria está aberta a críticas, sugestões e correções (erratas), DESDE QUE vocês tragam PROVAS ROBUSTAS de suas alegações/acusações. Be my guest! 😉 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Os loucos as vezes se curam, mas idiotas não. Tem gente achando que esse projeto de lei é fake news? Acho melhor pesquisarem mais sobre esse assunto antes de darem pitaco. Tem gente aí que não sabem qual o significado do uso das aspas ( ” ) em uma palavra ou frase. Ignorantes funcionais ou idiotas úteis. Vão estudar mais.

  • Manda eles fazerem isso nas suas familias, se ja não estão fazendo, por isso quer essa liberdade reconhecida por esse antro de podridão chamado camara e senado, acredito que esse lixo de projeto não passa, se passar, um cabo e um soldado resolve.

  • @Paulo Maeda , já foi classificado como FAKE NEWS pelas principais Agências Anti Fake News, nas grandes mídias tradicionais corporativas de alta circulação e, é obvio, em sites e blogs independentes e alternativas de seus opositores. Ou seja, vocês ficaram sozinhos. 😉 KKKKKKKKKKKK! 😀

  • @jose eustaquio sampaio , vocês só tem duas opções: ou vocês tem os CULHÕES e assumem abertamente logo o seu ÓDIO, DISCRIMINAÇÃO, INTOLERÂNCIA etc pela comunidade LGBT ou então dão uma de COVARDES e espalham Fake News para tentar denegrir eles. Qualquer uma das opções que vocês escolham serão violentamente reprimidos dentro da lei e as Agências Anti Fake News estão de olho em vocês. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Agência “ant fake news” meu ovo, bando de retardado petista espalhando as coisas que tem na cabeça, ou seja, muito merda igual camarão, Família é homem mulher e filhos, homem com homem, ou mulher com mulher é só união, nunca será uma família, e fim de papo.

  • Pelo interesse a matéria e o quanto essa tal Maria a defende, só podemos concluir se tratar do próprio David Miranda, mesmo sabendo que “ela” poderia consultar o PL no site do senado e baixá-lo para fazer sua própria conferência “in loco” sem necessitar confiar em agências de checagem.

  • @Franklim , então SEJA HOMEM cara! Tire o seu capuz e roupa de KKK (Ku Klux Klan), MOSTRE A CARA e defenda isso que vocês estão falando que nem Papagaios. 😉 KKKKKKKKKKKKK! 😀

  • @Angelo , acredite ou confie no que vocês QUISEREM ACREDITAR. Agora, vocês quererem que os outros acreditem nas mesmas coisas que vocês acreditam, aí É OUTRA HISTÓRIA! 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • @Laura , essa é outra coisa que eles estão enfrentando, a CONTRADIÇÃO. O MBL está sendo muito criticado, dizem-se “liberais”, mas de liberais não tem nada! 😉 KKKKKKKKKKKKK! 😀

  • A degradação moral total e irrestrita da sociedade sempre foi meta elementar da esquerda e projetos como esse não são nenhuma surpresa.

    As agências que se auto denominam”anti-fake News” não passam de uma vigarista tentativa da esquerda de tentar subverter a verdade diante da frustração deles de não mais terem o domínio sobre o cidadão comum. Não estão repercutindo efeito nenhum. Trabalho completamente inútil.

    E Basta só ver as pessoas que compõem essas agencias e sua trajetória profissional para ficar evidente a fraude. Chega a ser até engraçado, na verdade. Testam e subestimam a inteligência do cidadão comum.

    Sobre qualquer duvida a respeito dessas abominações fazerem parte da agenda da extrema exquerda pt/psolista/pcdoB, é só dá uma conferida no tipo de gente que atendeu ao movimento “elenão” nas ruas. Pessoas sem o menor decoro e respeito pudor público, umas aberrações.

  • @Maria retardada, delinquente intelectual, o Projeto de Lei tem número e registro e pode ser facilmente consultado.

    O termo “suruba” é a mais concisa, clara e simples definição e caracterização do que se propõe o projeto. Existe ou não no texto do projeto a redefinição do conceito de família, tentando abranger até relações poligâmicas ?

    Maria, no termo popular, não sei se você sabe, quando um casal vai num encontro de suingues pra chupar pica, buceta, dar o cu com diversas outras pessoas num agrupamento animal, todo mundo se comendo, “suruba” é o termo corriqueiramente usado. Legalizar a sexualidade grupal como entidade familiar é, na mais simples e objetiva definição, legalizar a suruba.

    Post o texto integral deste Projeto de Lei e vamos ver se ele não busca uma redefinição do conceito de família nesse sentido. Se você provar que não, você se confirma como a delinquente intelectual que parece ser.

  • Tá começando bem a carreira de “pseudo” jornalista. Esse monte de palavras, é de uma ignorância, estupidez, falta de senso e inverdades que deixa qualquer um envergonhado. Além disso, a “pirralha” começa a correira em um blog de quinta, que vive de dinheiro sujo.

  • O Franklim tá “nervosa”. Calma santa, a gente já sabe que sair do armário é complicado para algumas pessoas. Vide seu presidente e o filhinho dele.

  • @duds , o texto só foi apenas e tão somente apenas MAL REDIGIDO e, e, e, e, e,…, NADA MAIS além disso! A Fake News de vocês foi MUITO FORÇADA! Menos, menos, menos. MENOS É MAIS! Vocês estão parecendo aqueles antigos Jornais Populares de qualidade duvidosa com manchetes do tipo “MATOU A MÃE E FEZ CHURRASCO DELA!” 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Esses Gays esquerdistas são um perigo para as crianças adotadas. Podem ficar ligados,que esses canalhas vao deitar e rolar em cima de milhares de crianças e adolescentes adotados. É tudo que eles querem. A PEDOFILIA nao será mais crime,se isso for aprovado por esses lixos do Psol e PcdoB.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...