fbpx

Deputado Federal pede providências a Ministério de Damares Alves sobre filme que sensualiza crianças na Netflix

 


Um filme que está em exibição na Netflix incentivando a sexualização de crianças com danças sensuais, levou o deputado Federal Junior Amaral (PSL- MG) a solicitar providências do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O parlamentar pede que o filme “cuties” deixe de ser exibido pela empresa. Pelas redes sociais ele demonstrou indignação e classificou o longa como aberração.

“Encaminhei um ofício para o MDH da ministra Damares Alves solicitando providências contra a aberração produzida pela netflix que retrata crianças de 11 anos hipersexualizadas. É inadmissível tal situação.” Disse no twitter.

Como noticiado pelo site Tribunal Nacional, o filme conta a história de uma menina senegalesa com apenas 11 anos, que se envolve com um grupo de “twerk” (dança sensual) em sua nova escola, o que coloca em conflito direto com a sua família e religião.

As cenas de exposição das menores geraram revolta na internet. O trailer do longa no youtube atingiu mais de 1 milhão e 700 mil deslizes.

A Netflix está sendo acusada de promover a sexualização das crianças e incentivar a pedofilia. Contando a história de crianças de 11 anos de idade, o filme está disponível na plataforma para maiores de 16 anos.

 

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...