Desidratado, Projeto das Armas passa na Câmara e agrada deputados de oposição



O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (5) a proposta que regulamenta as atividades de atiradores esportivos, caçadores e colecionadores, os CAC’s.

O texto aprovado é um substitutivo ao projeto de lei sobre armas (PL 3723/19) do Poder Executivo.  A votação do texto foi possível após um acordo em que o relator, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), restringiu o texto apenas ao tema dos CAC’s, agradando os deputados de oposição. A matéria ainda será analisada pelo Senado.

O analista legislativo Daniel Lemos explicou que, de certa forma, os parlamentares desidrataram o PL. “O projeto ficou muito desconfigurado. Era um projeto que tinha chegado na Câmara com urgência constitucional. No dia 14 de agosto, o relator apresentou o primeiro parecer e depois foi reformulando, até chegar apenas aos CAC’s e ficou restrito a isso”, explica.

Daniel ressaltou ainda que no projeto inicial, a pessoa teria direito ao porte dois anos após a aquisição da arma. No entanto, uma emenda do deputado Arthur Lira (PP-AL), especificou que o atirador esportivo, maior de 25 anos, terá direito ao porte de armas somente depois de cinco anos da primeira emissão do certificado de registro de atirador.

Acordo feito entre o presidente da casa, Rodrigo Maia e o governo, vai possibilitar que outro projeto seja enviado à casa pelo executivo, incluindo os assuntos que ficaram de fora, como as novas categorias profissionais que terão porte de arma.

“O projeto contará com urgência constitucional, que concede prioridade de votação após 45 dias do pedido. Com 45 dias, Maia vai trancar a pauta e concluir esta votação”, explica Lemos.

Daniel analisa ainda que alguns parlamentares favoráveis ao projeto inicial ficaram frustrados com a desestruturação do PL. “É meio frustrante mas é uma questão de estratégia. Por isso, os deputados  que são favoráveis à matéria concordaram com a votação para que pelo menos esta questão fosse resolvida”.

O líder da oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), disse, segundo a Agência da Câmara, que os partidos contrários ao projeto conseguiram “reduzir os danos” do texto original. Ele já adiantou que os deputados não vão concordar com a ampliação do porte de armas para várias categorias.

“Conquistamos muito neste debate, retirando do projeto matérias que trariam prejuízos maiores. Certamente, mais gente morreria se o projeto fosse aprovado na sua forma original”, disse Molon.

O líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), ressaltou que o tema voltará a ser discutido.

“O governo quer mais do que está sendo votado agora, mas é o que foi possível. Vamos prestigiar as categorias de caçadores e atiradores e, mais para frente, contemplar as outras categorias que merecem ter o porte de arma para proteção”, declarou.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

56 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Que peninha.

    Os ditos cidadãos de bem não podem mais portar armas e matar ao próximo.

    Mas continuem rezando ao seu cruel Deus, que seus desejos serão atendidos.

  • Jeff Begalli é o típico COMUNISTA!! Odeia a religião cristã e tem a vontade de ter um estado autoritário que não permita que o povo possa se defender.

  • Não tenho armas e nem pretendo ter, mas acho um absurdo negarem o direito de legítima defesa ao ser humano! Notem que esse tipo de medida só afeta ao cidadão cumpridor dos seus deveres, porque os bandidos nunca precisaram e nunca precisarão de porte de arma. Os bandidos precisam mesmo é de cidadãos desarmados para poderem roubar, matar e estuprar à vontade!

  • Estes deputados querem isto: os bandidos armados até os dentes e os cidadãos desarmados. Mas, não adianta seus deputados comunistas que desarmam o povo para escravizá-los pq nós trocaremos todo este Congresso daqui a 3 anos – nos aguarde. E estamos anotando o nome de todos que desidrataram o projeto – vcs serão lembrados na próxima campanha eleitoral!!!!

  • @Jeff Begalli , KKKKKKKKK! Boa! 😀 E o problema está justamente aí, ou seja, QUEM GARANTE que eles são “cidadãos do bem”? 😉 KKKKKKKKKKK! 😀

  • Acertou Paulo Cardoso

    Sou um comunista opressor, que odeia a religião cristã, defendendo um estado autoritário e socialista, onde quero o povo refém de bandido e sendo mortos às pencas.

    Algo mais?

  • Enquanto o Povo achar que a SOLUÇÃO virá do Estado, em forma de leis, esqueçam!……….O Estado Moderno É O PROBLEMA!!!!…….

    Eu tenho uma pistola e um revólver, não tenho nenhum tipo de curso, documentação e/ou “autorização” do “Estado” para possuí-las, porém não estou nem um pouco preocupado. Respeito a Lei Natural e a Deus, o Estado eu quero que se foda!!!!………simples assim!………..

  • Gian é o exemplo clássico de cidadão de bem, que diz respeitar as “leis naturais e a de Deus”.

    Mas é só mais um opressor que quer o direito de matar os outros.

    O VERDADEIRO PROBLEMA NÃO É O TAL DO ESTADO MODERNO, É O BRASILEIRO E SUA IMBECILIDADE CONTÍNUA.

    Mas foda-se, até porque não me importo mais com este povo de merda, que é o brasileiro e o seu desejo de ser a subraça mais idiota do mundo.

  • O Estado nunca terá capacidade de desarmar os bandidos. Todo cidadão deve ter o direito de se defender. Sou favorável ao fim do Estatuto do Desarmamento.

  • É uma vitória muito indigesta!

    Imagina vc tira a licença de CAC aos 20 anos pra poder ter direito ao porte somente aos 25 anos! Vai ficar 5 anos esperando o governo aprovar e isso se a oposição não conseguir criar mais barreiras burocráticas..

    Absurdo!

    No entanto a oposição é burra, e não sabem que eles estão pavimentando o caminho pra reeleição do governo Bolsonaro.

    Ao desidratar essa proposta e adiar a conclusão de mais uma promessa de campanha do Presidente Bolsonaro, tudo de bom que virá disso irá pra contar de Bolsonaro, assim como todo avanço que ele possa ter no futuro próximo com novas PL pra incrementar isso!

    Em outras palavras está tudo indo democraticamente bem para o governo Bolsonaro..

  • @Falando a Verdade , não tá não! O DESEMPREGO continua forte e se aquele tonto do Ministro Guedes não tomar alguma providência efetiva PRA ONTEM, vai ser TARDE DEMAIS e poderá ser um Adeus ao Bolsonaro 2022. 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Olha a analfabeta funcional, paranoica, alienada e MAV paga Maria aí de novo e, quem diria… tem o comunista Jeff Begalli que concorda com ela.
    Coisa rara alguém concordar contigo hein Maria?

    Mas em se tratando de 2 comunistas isso seria inevitável.

    Jeff Begalli é apenas mais um idiota que ignora o fato de que as sociedades mais armadas do mundo são também as mais seguras do mundo, repete os mesmos argumentos de toda a esquerda, argumentos frágeis cuja realidade prova exatamente o contrário.

    Aqui tem um dentre vários estudos que mostram isso:
    https://olivre.com.br/estudo-aponta-os-25-paises-mais-armados-do-mundo

    Se não for suficiente, tem o livro do Bene Barbosa e Flavio Quintela: Mentiram para Mim sobre o Desarmamento

  • Creio que o Jeff Begalli se definiu muito bem: ” Sou um comunista opressor, que odeia a religião cristã, defendendo um estado autoritário e socialista, onde quero o povo refém de bandido e sendo mortos às pencas”.

    Pena que, como ele, ainda temos muitos. Especialmente no Congresso.

  • @Luciano , cada país é cada país. Em Roma, seja ou haja como um romano. Aqui NÃO É os EUA, NÃO É o Yemen, NÃO É Montenegro etc. Aqui é BRASIL! Seja bem vindo. Ame-o ou deixe-o. 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • @Roberto Nogueira Machado , mesmo que fosse um avanço considerável, bastaria ocorrer uma ou duas CHACINAS envolvendo armas de fogo em Escolas, Cinemas, Grandes ambientes públicos ou privados etc para polemizar, emocionar, sensibilizar, mobilizar etc o povo brasileiro e exigir que voltem atrás e restaurem o desarmamento . 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Caro Luciano, tem dois países que são muito seguros e não se armam até os dentes, que é o Japão e a Austrália, onde em ambos é proibido o porte de armas e não são uma sociedade violenta.

    Aliás, não há um consenso entre segurança e a liberação ou não do porte de armas.

    https://veja.abril.com.br/blog/cacador-de-mitos/o-porte-de-armas-aumenta-ou-diminui-a-violencia/amp/

    Ou seja, ter ou não armas não influencia diretamente na violência, mas sim o aspecto da lei.

    Mas se gosta tanto de uma arma, compre, mate bandidos, seus amigos, quem você quiser, pois o lixo do povo brasileiro só quer legítimar o direito de ter uma arma, pois mentalmente é incapaz de se impor.

    Quanto ao fato de ser comunista, cara Rita Lombardi, eu ironizei, pois uma vadia analfabeta e com deficiência intelecual severa, não tenho mais paciência para explicar, assim como para os restantes deste país de idiotas

    Compre uma arma, mate os bandidos, sua família, seus amigos e seja feliz

    Até porque, estou pouco me lixando para os 210 milhões de analfabetos brasileiros mesmo.

    😘

  • Os imbecis acham que o estado deve controlar suas vidas ….provavelmente porque cresceram empunhando pipa no ventilador da sala onde sua mãe ,aquelas do tipo castradora o controlava de tal forma que hoje o imprestável necessita sentir que é controlado por alguem para satisfazer sua sociopatia…e desconta em Deus (sim com letra maiúscula parabens) culpando o por nunca ter saído de perto da Barra da sala da mamae e não ter vivido.

  • Caro Marcello, compre uma arma, mate bandidos, amigos, sua família, quem você quiser.

    Desconte o seu ódio no próximo e seja feliz.

    Vou assistir de camarote um monte de lixo brasileiro como o senhor se matar por nada 😘

  • Não esquenta,nas próximas eleições nós tiramos esse merdas daí e mandamos um outro projeto pra melhorar a lei.Não há mal que não possa ser resolvido como já diriam.

  • É mais do que necessário que o cidadão brasileiro possua arma de fogo em casa.
    Quem discordar é conivente com o crime e os milhares de mortes de pessoas inocentes.

  • Jeff Begalli, continue acompanhando as matérias aqui do Terça-Livre. Assim, um dia, se você souber interpretar texto, deixará de ser um idiota útil, que acredita no romance utópico da esquerda.
    Vir aqui já é um primeiro passo. Parabéns!

  • Caro Jeff Begalli, pela sua resposta vejo que podemos ter um diálogo racional, pois muito bem, o contraditório é parte de uma boa discussão.
    O Japão é um povo cuja sociedade é baseada num alto conceito de moral e disciplina, não sei se você se lembra, mas na copa de 2014 eles até limparam o lixo que produziram no estádio, ao passo que existem alguns brasileiros que pensam no que vão depredar no estádio do time rival.
    Lá bandido é tratado como bandido e não vítima da sociedade como no Brasil, logo a criminalidade é baixa e pode ser facilmente reprimida pelo Estado.

    No Brasil a situação é completamente diferente, após anos de governos de esquerda (PSDB e PT) com uma política de inversão de valores, que trata o bandido como vítima da sociedade e criminaliza o cidadão de bem e a polícia, nós chegamos a mais de 60 mil assassinatos por ano. Resultado esse que pode ser comparado a quantidade de mortes de países que estão em guerra e, ainda assim os cretinos da esquerda querem desmilitarizar a polícia.

    Agora é claro que não há consenso sobre o porte e posse de armas, a bandidolatria imposta pela esquerda é parte do plano para instaurar o caos na sociedade e depois culpar o “capitalismo selvagem” como o gerador desses problemas. Problemas estes que levam a “vítima da sociedade” a ser bandido e o único modo de corrigir isso é com o socialismo, onde todos são iguais e não precisam roubar. Sendo assim, para que o bandido possa “trabalhar” com segurança é necessário que a sociedade esteja desarmada.

    Além disso, para a implementação de um regime autoritário, é necessário desarmar a população antes, assim fez Hitler no nazismo e Mussolini no fascismo.

    No tempo do regime militar, onde o porte e posse de armas era permitido e bandido era tratado como bandido, vivíamos num ambiente quase que totalmente seguro.

    Sinto muito, mas seus argumentos frágeis e não se sustentam, tem números e estudos aí para provar.

    Para finalizar eu não tenho armas e não pretendo matar, felizmente vivo numa cidade relativamente segura e não tenho a necessidade de possuir armas. Mas isso pode mudar no futuro, então quero poder ter acesso as armas para que eu mesmo possa exercer minha legítima defesa.

  • Do portão pra dentro eu sou o Juiz, o promotor e o Júri!

    Jeff Begalli, se você é contra as armas, coloca no teu portão uma plaquinha com os dizerem: “Sou a favor do desarmamento, aqui tão temos armas”

    A bandidagem agradecem!

  • Gostaria de ter somente 5 minutos com esse cara Jeff Begalli, com certeza ele aprenderia respeitar as mulheres. só preciso de 5 minutos.

  • Jeff Begalli cita Japão e a Austrália como exemplo de países que são desarmados e sem violência. Dá de brincadeira né? São outras culturas, são países onde a maioria da população TRABALHA ao invés de ficar torcendo contra o próprio país só porque o seu candidato perdeu!

  • Uê. engraçado que para o plebiscito ser aprovado para desarmar a população foi necessário votação nacional com sim ou não.
    agora para fazer a liberação de armas deveria também ser por votação nacional e não pelos poderes de Brasilia.
    mas enquanto isso qualquer cidadão pode sim fazer uma artesanal, nem que seja de um só tiro. mas faça umas quatro. muito simples.
    compra se a bala e elabore um cano de mesma medido com um batedor com agulha para acionar a espoleta. tendo o cuidado de reforçar a base para que a pressao saia para frente.
    e só entender como funciona. ou compre uma no mercado negro por uns 3000 e guarde debaixo do colchão. e se alguém invadir sua casa, manda ve. afinal a casa e sua e dentro dela manda você. o estado tem talvez sim de proibir e de estar com arma na rua onde ele administra, dentro de casa e vc que administra.
    é o mesmo caso do governo querer proibir tv de tubo ou de 32 polegadas obrigando todos a usarem de 50 polegadas. ou comer carne de frango todo dia.
    DENTRO DE SU CASA MANDA VOCÊ.
    VÃO CAIR DE PAU EM MIM MAS , FODA SE

  • Não tenho arma de fogo (ainda) mas garanto a vocês que se um marginal entrar na minha casa ele se arrepende da hora que nasceu! Os homens na idade da pedra lutavam e caçavam numa época anterior à descoberta da pólvora!

  • Com isso quero dizer que, para defender nossa família, qualquer coisa pode ser usada como uma arma, basta ter imaginação e coragem

  • Qualquer pessoa de bem que atenda aos restritivos requisitos da lei pode exercer o direito natural à legítima defesa. Ainda que isso caro lhe custe. O que seria de uma nação cujos cidadãos fossem todos educados para a repulsa às armas? Quem iria às fileiras da Força Pública? Como mobilizá-los em defesa da Pátria ou das Instituições senão restarem senão pessoas que têm medo de armas e que aceitam a paz a qualquer custo, mesmo que seja a escravidão, a dominação estrangeira, a sufocação da liberdade,a tranqüilidade própria dos mausoléus? É a isso a emasculação nacional que condenaremos o nosso país, em curto prazo, se as pessoas dispostas a defender-se passarem às páginas da história. A violência, em todas as suas facetas, é um mal social. Também nós, que defendemos o direito à legítima defesa, compartilhamos do sonho de extirpá-lo totalmente. A diferença entre nós e os autoproclamados pacifistas é que sabemos que a cultura da muito distante no tempo: é coisa para daqui a alguns séculos. No momento, e nas décadas em que viverão nossos filhos e netos, a paz e a liberdade só poderão ser asseguradas por gente de bem, armada até os dentes.

  • “O mundo está cheio com a violência. Já que os criminosos carregam armas, nós, cidadãos obedientes à lei, também devemos ter armas. Caso contrário eles vencerão, e as pessoas decentes perderão”. JAMES EARL JONES

  • Puta que pariu.

    Como é difícil dialogar com o brasileiro em geral, seja na esquerda ou na direita, pois a imbecilidade e a burrice impera perante a razão e ao bom senso.

    Não é por menos que o brasileiro é um povo intolerante, hipócrita, preconceituoso, corrupto e filha da puta por natureza, mas quer pagar de “cidadão de bem”.

    Mas vamos lá, que tenho ainda um fio de paciência (menos para o Marcelo, que pediu 5 minutos comigo, mas em apenas um faço este idiota chorar sem os dentes da boca).

    Primeiramente, o que estou argumentando não é sobre a questão de ter ou não armas de fogo, mas sim a questão de mostrar que liberar ou não não tem uma correlação direta com a violência do país, mas sim envolve questões de penas aplicadas e ação policial.

    Vamos lá:

    1) Falam de boca cheia que os EUA são um exemplo de legalização, posse e porte de armas, mas já há estudos que apontam um aumento de mortes por armas de fogo com a grande quantidade de armas. Lá, morre mais por armas de fogo do que por acidentes de carro, por exemplo.
    Sem falar que cada estado tem autonomia para decidir se legaliza ou não o porte de armas. Massachussets, por exemplo, proibe tanto o porte como a venda de armas.

    Pensando em países de terceiro mundo, a Jamaica é mais restritiva que o Brasil e a taxa de morte por habitantes é mais alta, 57 por 1000 habitantes, mas Honduras, que permite o porte e posse de armas, tem um índice de homicídios de 41,7 por 1000 habitantes. Ou seja, as armas de fogo pouco impactam na violência, pois está muito mais ligado a ação policial e às leis.

    A Colômbia restringe o porte de armas e a violência no país teve uma grande diminuição nos últimos 20 anos. O segredo deles: Uma polícia mais ostensiva e a aplicação da lei em seu rigor.

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2019-07/venezuela-teve-salto-na-taxa-de-homicidios-mostra-relatorio-da-onu.

    Qualquer dúvida, questionem a EBC. Ou tem medo de bater de frente com o “Capitão Arminha”?

    2) Teve um “esperto” que teve a genialidade de dizer que o bang bang piorou a partir de 2003, mas esquece de ver os dados e constatar que, desde 1980, o bang bang no país cresce sem parar, sendo que em 2002, o número de mortos por armas de fogo era alto.

    Sabe o que é mais engraçado de tudo isso, é saber que mesmo com uma política que restringe o porte de armas, o Brasil é o 7º país do mundo em proporção de armas na população, com uma média de 8 armas para cada mil habitantes. Ou seja, mesmo com o pessoal chorando que não pode matar o bandido, o amiguinho ou a própria família, há muita arma de fogo em circulação no Brasil.

    Duvidam? Peraí.

    https://br.sputniknews.com/brasil/2018102412512998-brasil-7-pais-mundo-armas-circulacao-desarmamento-estatuto-posse-armas/

    Sobre o bonito que falou que a violência era menor na Ditadura Militar (Regime, tanto faz, pois para mim não muda nada o fato de ter restrição de direitos civis e ver um tanto de boçal comemorando), ela começou a subir a partir de 1980, onde com a permissão do porte de armas, os assassinatos subiam 8% ao ano, enquanto que após a lei do desarmamento, ela cresce 2% ao ano.

    Logo, o desarmamento não impediu que o número de assassinatos caísse, mas a taxa de mortes por ano é MENOR comparado quando havia legalização do porte de armas.

    https://exame.abril.com.br/brasil/o-mapa-dos-assassinatos-no-brasil-nos-ultimos-30-anos/

    3) O Luciano falou algo sem pesquisar direito, mas eu fiz a lição de casa, ao afirmar que onde há autoritarismo, há restrição de armas de fogo. Não sei de onde ele tirou os dados que o nazismo proibia a sua população de ter armas de fogo. A proibição era aos judeus apenas.
    Aliás, após a primeira guerra mundial, a República de Weimar proibiu o porte e a venda de armas, enquanto que o nazismo flexibilizou. Mas eles querem acreditar no que um idiota analfabeto de direito vomita como verdade absoluta, sem pesquisar de verdade.

    https://desatracado.blogspot.com/2013/11/hitler-e-mentira-sobre-o-desarmamento.html

    Inclusive, armas os judeus não mudaria nada, pois eles continuariam a ser perseguidos e oprimidos, sendo o Gueto de Varsóvia uma exceção a regra.

    Quanto à bandidos entrarem em casa, o Bruno e sua família de ladrões favelados podem entrar em casa a vontade. Só não digo que vou reagir com amor e carinho viu.

    Sem mais.

  • Acho que o Jeff Bengalli tava se referindo a ele mesmo quando falou:

    “Não é por menos que o brasileiro é um povo intolerante, hipócrita, preconceituoso, corrupto e filha da puta por natureza”

    Pois acabou de rotular a mim e a minha família, nos chamando de favelados e ladrões sem nem me conhecer, só porque eu defendi a minha opinião sobre o direito das pessoas de defenderem o seu lar. Quem você tá chamando de ladrão e favelado? Eu, que pago os meus impostos e nunca fiz mal a ninguém? Ou meus dois filhos de 4 e 1 ano de idade?
    Você não me conhece e nem sabe se moro no Brasil ou no exterior, seu GÊNIO!

  • Caro Bruno

    Não me importo se você mora no Brasil ou no exterior, pois não passa de bandido favelado, assim como a sua família de merda.

    Quem veio falar besteira, dizendo para receber bandidos em casa foi você e estou ofertando que você e a sua família entre na minha casa, mesmo sabendo que são bandidos da pior qualidade.

    Não vem com choro típico de imbecil que se diz cidadão de bem, pois nunca neguei de ser intolerante, mas com os demais brasileiros, principalmente os imbecilizados pelas ideologias de esquerda e de direita.

    Passar bem

  • Pois é Jeffinho, moro no Brasil sim, e você acertou, moro na favela mesmo, tenho orgulho da minha comunidade. Não é porque moro na favela que sou bandido seu preconceituoso de merda!

  • Onde você mora pouco me importa.

    Afinal de contas, ouviu o que não queria porque quis me provocar.

    Sou preconceituoso sim, porque já não suporto mais brasileiro, caro Bruno, a ponto de mandar todo mundo se foder, chamar de bandido favelado, subraça, filha da puta, escória analfabeta e por aí vai.

    Sou tão lixo como você, bandidinho do bem. A diferença é que estou pouco me lixando para este país de filhas da puta como o senhor, sendo favelado ou não, como também dos “bandidos de bem”, como o senhor.

    Mas se quiser brigar a altura, estou pronto, pois tenho muito ódio para destilar contra você e os demais 210 milhões de compatriotas.

    Chora mais, que você é brasileiro patético.

  • O que digo vale para todos.

    Não suporto mais debater com brasileiro, pois meus compatriotas me dão azia, tamanha a imbecilidade e a intolerância, que me levou a ser um ser humano pior do que todos aqui, pois alimento um ódio e ranço de nascer neste lixo de país e conviver com todos os filhas da puta de brasileiros, sorrindo como se nada tivesse acontecido, mas desejando que todos vão a merda.

    Podem me chamar de esquerdista, mandar a Cuba, me chamar de doente, ter pena ou qualquer baboseira, que estou pouco me lixando para as suas opiniões.

    Passar bem

  • Desculpa Jeffinho, não vou mais mexer com você. Tô vendo que você é muito bravo, quase um Jaspion.

    Mil desculpas.

  • @Maria, eu tava pensando em algo mais “Tet a Tet” tipo Lucille! (Alô Negan) rsrsrs

    Sobre ser preso ou processado, se esse for o preço por defender a minha família, tá valendo!

  • Essa corja esquerdista, adora ver gangues criminosas armadas, parece até que ha uma relação promiscua entre ambos.

  • @Bruno , isso não sei, depende de cada um. Eu só falo e/ou procuro falar a VERDADE e a dura REALIDADE das coisas, doa a quem doer (eu incluso). 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Jeff Begalli

    Estes estudos que você apontou não passam de falácias dos desarmamentistas.

    Sobre sua citação sobre o aumento de mortes por armas de fogo, aqui tem 2 artigos que desmente por completo essa tese:
    http://www.ilisp.org/noticias/a-verdade-sobre-os-dados-de-homicidios-nos-eua-desmente-a-logica-desarmamentista/
    http://www.ilisp.org/artigos/o-fantastico-mundo-das-mentiras-sobre-o-desarmamento/

    Estes artigos ressaltam muito bem que, se você quer dados confiáveis sobre mortes por armas de fogo, tem que buscá-los no FBI.

    Nenhum destes dados expostos nas mídias são totalmente confiáveis, até porque eles contabilizam suicídios, legítima defesa, acidentes e intervenções policias quando deveriam contabilizar apenas assassinatos.

    Sobre o período militar, eu vivi a minha infância nele e posso testemunhar, essa balela que contam sobre perseguições e restrição de direitos civis só acontecia com os terroristas e seus cúmplices, pessoas de bem nem se davam conta de que estávamos vivendo numa “ditadura”.

    Sobre a informação que tive sobre o desarmamento durante o Nazismo, eu peguei essa informação de um intelectual conservador em seu canal no YouTube, porém, sei que isso não será convincente para você, então aqui tem um livro que fala sobre isso:

    https://videeditorial.com.br/hitler-e-o-desarmamento

    Para finalizar, gostaria de explicar como consigo distinguir o que tem credibilidade do que não tem.

    Faço isso seguindo um ensinamento do filósofo e professor Olavo de Carvalho:

    “O comunista não acredita no que vê, ele fala e acredita no que ele fala”

    Baseado nisso eu me pergunto se o que estou lendo em um artigo confere com a realidade que estou vendo.

    No Brasil vejo bandidos armados, ilegalmente claro, e inocentes desarmados morrendo pelas mãos destes bandidos.

    Vejo policiais cada vez mais criminalizados por agirem contra esses bandidos.

    Vejo os terroristas do MST com medo de invadir propriedades rurais pois agora os proprietários podem andar armados em toda a extensão de sua propriedade.

    Conclusão: A liberação das armas contribui SIM para a diminuição da violência.

  • Caro Luciano.

    Muito interessante a sua argumentação usando o bandido e analfabeto opressor do Olavo de Carvalho, que é meu conterrâneo e futuro lixo brasileiro assassinado, pois vou seguir esta máxima.

    Portanto, vou seguir uma máxima adapta por mim.

    NADA QUE OS 210 MILHÕES DE MACACOS FAVELADOS BRASILEIROS E SUBRAÇA DE MERDA PRODUZEM, NÃO TEM VALIDADE.

    Portanto, caro macaco favelado, bandido e filha da puta brasileiro, o que você e os meus demais compatriotas postam não passam de chorume de subraça analfabeta.

    Agora volta para o teu cortiço, com um cacho de bananas na mão, sorria fazendo arminhas para que o Bolsonaro escute as suas preces, manda a PM entrar no teu barraco e fuzilar todo mundo.

    Passar bem.

    ÓDIO ETERNO AO BRASIL E AO POVO BRASILEIRO.

  • Jeff Begalli

    😀 😀 😀 😀 😀

    Sua nova argumentação só comprova que você é mesmo um comunista de bosta.

    Ao chamar o Professor Olavo de “bandido e analfabeto opressor”, você exerce a máxima de Lenin: “Acuse-os do que você faz, chame-os do que você é”. Você é tudo o que acusou o Professor Olavo, mas como bom comunista que é, sempre vai negar, não importa o quão forte sejam as provas.

    Nós, leitores do Terça Livre estamos vacinados contra esses “estudos” que vocês comunistas publicam aqui para justificar seus argumentos. Eles não passam de lixo esquerdista fundamentado em mentiras.

    Se quiser que alguém concorde com você, vá discursar para o PCC ou o Comando Vermelho, lugar de onde nunca deveria ter saído.

  • Jeff para convencer os outros pelo desarmamento generaliza, satiriza, agride e xinga quem é contra. Muito convicente, tem mesmo que se achar a ultima bolacha do pacote. rsrsrsrs

  • Luciano, eu estou cagando para comunismo, capitalismo ou qualquer outra babaquice ideológica deste lixo de país.

    Olavo de Carvalho, Lula, Bolsonaro e seus filhos deveriam ser mortos, pendurados de ponta cabeça e linxados pelo seu povo idiota, para servir de exemplo.

    Encham seus cortiços e favelas de armas, sejam os macacos irracionais de sempre, matem bandidos, mocinhos, comunistas, fascistas, liberais e conservadores, tanto faz para mim.

    Quero que o Brasil morra. Nada mais.

    Subraças brasileiras nunca mais.

  • Sabe que mudei de ideia agora.

    Sou a favor do porte de armas, para que ocorra um extermínio de brasileiros, onde eu possa atirar em todo subraça brasileiro, como o Lula, Bolsonaro, Olavo de Carvalho e até mesmo o Allan dos Santos.

    Quero o meu direito de portar arma e matar PF, exército, PM e GM, pois assim eu destruo o Brasil pouco a pouco.

    Legalização de armas já.

  • Jeff Begalli e Maria são partícipes e cumplices de todos os crimes gerado pela ação assassinada da esquerda. Pois a esquerda em sua essência é criminosa. Eles expressão todo o seu ódio por todos que não pensem na linha da esquerda. Como bons escravos da esquerda vomitam toda a sua fúria e desejam a morte ao povo de bem do Brasil. Estes dois indivíduos, Jeff Begalli e Maria, são perversos e por isto se ofende com o simples adjetivo povo de bem. Sim, estes dois cumplices na maldade da esquerda detestam o que só nós povo de bem temos. E nós, o povo de bem, temos dignidade, bondade e a coragem em nos defendermos com armas. O povo de bem em situação de defesa pode chega a leva a morte um bandido, mas não tem este desejo plantado no coração. Já o esquerdista só pratica o assassinato. O esquerdista tem tatuado em sua alma o prazer de tira a vida do outro, de fazer sofre aos seu próximo. A esquerda assassina pelo simple prazer de vê a vida do seu próximo sumindo diante dos seus olhos criminosos. Este é o grande abismos entre a esquerda e o povo de bem.

  • Bartira Pastor, sou apenas um homem que odeia o Brasil, o povo brasileiro, o cristão de merda como o senhor.

    MORRA BRASIL

    MORRA “CIDADÃO DE BEM” DE MERDA.

Blog Authors

Alexandre PachecoAlexandre Pacheco

Alexandre Pacheco é Professor de Direito na FGV, Advogado, Palestra...

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...