fbpx

Documentário que trata Lula como ‘heroi brasileiro’ é indicado ao Oscar

Foto: Reprodução
 


A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou nesta segunda-feira (13) a lista dos indicados ao Oscar 2020.

Entre concorrentes na categoria “Melhor documentário” está o filme “Democracia em Vertigem” dirigido pela cineasta Petra Costa.

Aclamado pela esquerda, o documentário é alvo de críticas por mostrar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que foi preso por corrupção e lavagem de dinheiro e hoje cumpre pensa em liberdade, como “herói brasileiro”.

O filme também traz a narrativa de que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff  foi um ‘golpe’.

Em suas redes sociais, Petra Costa comemorou a indicação: “Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que esse filme possa nos ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias”, escreveu em suas redes sociais.

O secretário especial de Cultura do governo federal, Roberto Alvim, criticou a indicação. À coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo, Alvim declarou que “se fosse na categoria ficção, estaria correta a indicação”.

Petra Costa exclui armas em cena do documentário

Em meio às discussões a respeito da indicação, foi trazido à tona novamente o fato de Petra Costa ter adulterado a foto de uma das cenas do filme.

Ela excluiu digitalmente armas da cena do assassinato de Pedro Ventura Felipe de Araújo Pomar e Ângelo Arroyo, militantes e dirigentes do Partido Comunista do Brasil, mortos em 16 de dezembro de 1976 durante o período militar.

Petra Costa confirmou em julho de 2019 que adulterou as imagens e disse ter feito isso pois assim retrataria uma imagem “mais provável à verdade”. Isso porque investigações teriam concluído que as armas teriam sido plantadas por agentes do período militar ao lado dos militantes para justificar um “suposto confronto armado”.

À época, ela disse ao Globo: “As armas foram removidas da imagem e há uma razão para isso. Eu esperava que alguém do público notasse. Como afirmei no documentário, Pedro era o mentor político da minha mãe, e foi amplamente reconhecido que a polícia plantou armas ao redor dos corpos dos ativistas assassinados, como uma desculpa para seus assassinatos brutais”, defendeu.

O documentário foi lançado em junho do ano passado na plataforma Netflix. Democracia em Vertigem concorre ao Oscar 2020 com documentários como “American factory”; “The cave”; “For Sama” e “Honeyland”.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

3 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Essa indicação é uma piada de mau gosto, onde exclui a informação de rombo de cofres públicos, corrupção generalizada, 12 milhões de desempregados e a grande dificuldade do país para superar tamanho estrago deixado por eles. O Brasil estava respirando por aparelhos, Graças a Deus, agora já está conseguindo respirar sem ele (aparelho). Porém como a Petra mesmo já admite, a “estrema direita”, ou melhor, o Conservadorismo avança.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...