Documentos serão unificados em base digital

Marcos Pontes


Este mês ocorreu no Ministério da Justiça, em Brasília, a primeira reunião do grupo de trabalho (GT) responsável pela criação da base digital que reunirá diversos documentos do cidadão.

A ideia do Governo Federal é simplificar a vida do cidadão, desburocratizando.

Os documentos, Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Trabalho, Título de Eleitor e Certificado de Reservista, devem ser cadastrados com biometria e a expectativa é que a base possa ser acessada pelo cidadão de qualquer lugar, inclusive pelo celular.

O grupo de trabalho é composto pelos ministros, Sergio Moro, da Justiça, Paulo Guedes, da Economia, Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência.

Tem que tercomeço, meio e fim. Agora a gente tem oportunidade de finalizar esse projeto. Utilizar o que já foi feito sim, mas melhorar também o que temos até agora”, afirmou Marcos Pontes.

documento digital

 

A desburocratização tem extensão com frentes de trabalho em outros órgãos, conforme noticiado pelo Terça Livre.

 * Com informações da Agência Brasil

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

3 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Sempre achei que deveríamos ter um único documento e com várias permissões de acesso, exemplo: polícia pode ver alguns dados, hospital outros tantos…

  • Confio e acredito no governo Bolsonaro mas sei também que muitos dos melhores funcionários públicos no Brasil não são nem de perto os melhores do mundo naquilo que fazem e é por isso que muito me preocupo com esta questão..

    Qualquer governo que concentrar toda informação relevante do seu país em uma base de dados única só precisa ser atacado 1 vez com sucesso para desestabiliza-lo completamente.

    Imagine Países Comunistas como China hackeando e alterando registros e dados de brasileiros com objetivos escusos, apenas porque o governo resolveu economizar seus gastos de forma equivocada.

    Mesmo tudo online com segurança máxima não conseguirá evitar estes ataques em massa, constantemente, o que em tese compromete toda as garantias de qualidade que possam existir para uma base de dados única. E economia nenhuma pode fazer valer a pena o desperdício de um sistema no qual teria nível de confiança menor do que a própria Internet.

    Espero que eu esteja equivocado em minhas preocupações e militares envolvidos não sejam tão inocentes quanto foram em 64..

    Brasil acima de tudo e Deus acima de todos

    Por tudo que vemos hoje, onde todas informações importantes estão disponíveis praticamente na internet, quantos crimes não são solucionados com desculpas esfarrapadas pois simplesmente não interessam a certas instituições e grupos políticos mostrar a verdade?

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...