fbpx

Doria diz “adotaremos medidas legais se houver contrariedade” ao uso da vacina chinesa

Doria


O governador de São Paulo, João Doria afirmou que será obrigatório que toda a população, exceto quem tenha orientação médica, tome a vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório Chinês.

Durante a coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, realizada quinta-feira (15). Doria disse: 

“Em São Paulo será obrigatório, exceto quem tenha orientação médica e atestado que não pode tomar. E adotaremos medidas legais se houver contrariedade nesse sentido”.

O governador já tinha repetido em outras coletivas que faria a vacina ser obrigatória para a população de São Paulo. Mas até esse momento o tucano não tinha informado que quem se recusar a tomar a vacina pode sofrer sanções legais

Para impedir que o brasileiro seja obrigado a tomar a vacina, a deputada federal Bia Kicis elaborou o Projeto de Lei 4506/20 que suprime a menção direta à vacinação compulsória do rol de medidas que as autoridades poderão adotar, no âmbito de suas competências.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...