fbpx

Em apenas uma semana, PCC é alvo de três megaoperações policiais

 


A Polícia Civil realiza na manhã desta quinta-feira (30) mais uma megaoperação contra o Primeiro Comando da Capital (PCC), dentro e fora de presídios no Estado de São Paulo.

Os agentes cumprem 25 mandados de prisão temporária e outros 44 de busca e apreensão, na capital paulista e litoral.

De acordo com a Globonews, 14 pessoas já foram presas. A operação é resultado de seis meses de investigações e um desdobramento da prisão de um dos líderes da facção criminosa que atua nos presídios paulistas, Wislan Ramos Pereira, codinome “Jagunço”.

Na terça-feira, outras duas operações foram realizadas. A principal foi a Flashback 2, que envolveu dez estados e cumpriu mais de 200 mandados de busca e apreensão. A ação visava mulheres que atuariam nos “tribunais do crime”.

Já a operação Njord teve como objetivo desarticular uma célula da organização que enviava drogas a Alagoas.

Suposto membro do PCC é assassinado na zona leste de SP

Na terça-feira (28), um suposto integrante da facção criminosa PCC, Eridimar Moreira de Sousa, conhecido como ‘Mazinho’, foi morto a tiros no Parque Colonial, na região de São Mateus, zona leste de São Paulo.

De acordo com a Polícia Militar, o homem foi encontrado morto no banco de motorista de um carro, com diversas marcas de tiros na região do peito e do rosto.

A Polícia Civil afirma que o homem era integrante da facção criminosa, no entanto, ainda não sabe os motivos do crime.

O assunto foi comentado no Boletim da Manhã desta quinta-feira (30).

Com informações UOL e R7

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...