MundoNotícias

“Especialista” diz que não há crise humanitária na Venezuela. Isso é zombar do sofrimento alheio

O site de esquerda Opera Mundi traz declarações de um advogado e historiador americano, Alfred de Zayas, em que ele afirma que não há crise humanitária na Venezuela do ditador Nicolas Maduro. Isso é dito mesmo diante da escassez que o povo venezuelano enfrenta diante das consequências do regime apoiado nas ideologias socialistas desde Hugo Chavez.

A fome e a ausência de oportunidades têm feito muitos venezuelanos abandonarem seu país para tentarem a vida em outras localidades, como no Brasil e Colômbia. Além disto, há a forma como regime de Maduro trata os opositores e fere as concepções mais básicas de direitos humanos.

O governo venezuelano é ditatorial e populista.

Mas para Zayas – que não deve passar pelo que os venezuelanos passam – não há crise humanitária. Na visão do “especialista”, os que resolvem sair de seu país devem estar fazendo isso por gosto, não é mesmo?

Mesmo com uma inflação absurda, com a desvalorização completa da moeda, com a fome, a escassez de produtos básicos de higiene, ausência de liberdade política etc, Zayas tem a coragem de afirmar que a Venezuela não se encontra à beira de um desastre. A questão é que o desastre na Venezuela já existe e foi provocado por Chavez e Maduro.

Não reconhecer isso é zombar do sofrimento alheio. É hora de citar um Marx para Zayas, mas não o Karl Marx, e sim Groucho Marx: “não acredito em mim, mas nos seus olhos”. A crise humanitária na Venezuela pode ser vista a olho nu, apesar de alguns preferirem as lentes distorcidas de suas ideologias.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close