fbpx

Esquerda e centrão votam a favor do fundo eleitoral

 


*por Bruno Rodrigues 

O Congresso Nacional aprovou na última terça-feira (17) a proposta de lei orçamentária anual (PLOA) referente a 2020, com o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões.

Foram 242 votos favoráveis à proposta e 167 votos contrários. A esquerda e o centrão foram o fiel da balança a favor dos bilhões de dinheiro público para serem utilizados nas campanhas eleitoras. Maior bancada da Câmara, o Partido dos Trabalhadores (PT) foi unânime a favor do fundo eleitoral.

Todos os 46 parlamentares do partido votaram a favor da proposta, assim como o PCdoB, no qual todos os cinco deputados disseram sim ao fundo. PDT (14 votos favoráveis) e PSB (11 votos) também engrossaram os votos da esquerda a favor do fundo eleitoral. O PSOL, por outro lado, votou contra a farra com dinheiro público. Os oito parlamentares do partido disseram não.

Além dos votos da esquerda, que foram essenciais para a aprovação do fundo eleitoral, o centrão também votou a favor dos recursos bilionários para a campanha.

Continue lendo aqui.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

2 Comentários

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...