fbpx

Estados Unidos intensificam sanções contra o Irã

 


O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse que o país intensificou sanções contra o Irã, em resposta a ataques com mísseis a instalações militares no Iraque.

Trump disse a repórteres na Casa Branca, nessa quinta-feira (9), que aprovou sanções adicionais com o Departamento do Tesouro americano. Ele acrescentou que as sanções, que já são rigorosas, foram incrementadas consideravelmente.

Os alvos das sanções são setores manufatureiro, de mineração e têxtil do Irã, além de autoridades iranianas que, segundo Washington, estavam envolvidas no ataque de 8 de janeiro.

As sanções foram anunciadas pelo secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, ao lado do secretário de Estado, Mike Pompeo, na Casa Branca.

As tensões entre Washington e Teerã aumentaram desde que o presidente Donald Trump retirou unilateralmente os EUA do acordo nuclear do Irã em 2018 e começou a reimpor sanções que foram relaxadas sob o pacto.

Perguntado se iria obter a aprovação do Congresso antes de lançar ofensivas militares contra o Irã, Trump disse que isso vai depender das circunstâncias. Ele alegou que às vezes é necessário tomar medidas rapidamente e, por isso, não acredita que faça isso.

Alguns legisladores do próprio partido de Trump, o Republicano, vêm manifestando preocupações sobre a falta de provas, por parte do governo, para justificar o assassinato do comandante iraniano Qassem Soleimani.

*Com informações, Emissora pública de televisão do Japão e Reuters

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...