BrasilNotícias

Estagiário demitido do TRF4 por criticar tentativa de soltar de Lula

Da série, os deuses de toga

Se você ficou revoltado com a atuação de Ricardo Lewandowski ontem (4), não se assuste com o que lerá agora, pois é semelhante. O estagiário Ramoses Hofmeister Ferreira foi demitido em julho de 2018 no TRF4 através de um processo administrativo por criticar a tentativa do Desembargador Rogério Favretto de soltar Lula.

O Ministro Ricardo Lewandowski mandou prender um rapaz dentro do avião ontem por criticar o Supremo. No caso o Desembargador Rogério Favretto e seus servidores, mandaram punir o estagiário por emitir sua opinião aos membros do gabinete.

Favretto tentou soltar Lula através de um julgamento de habeas corpus durante o plantão dele. A decisão do Desembargador foi deslegitimada tanto pelo relator Gebran Neto, quanto pelo presidente do tribunal Thompson Flores.

No dia seguinte, o rapaz ficou na porta do gabinete e proferiu as seguintes palavras: “o que aconteceu ali foi uma vergonha“.

Ramoses tentou voltar ao exercício da função através de um pedido de liminar, pois prestou concurso público para chegar lá. O pedido da liminar foi negado sob a afirmação que a ampla defesa e contraditório não se aplica a estagiários.

O advogado do caso é o Dr. Bruno Dornelles, que já está recorrendo do indeferimento da liminar junto ao TRF4.

Processo: 5058767-07.2018.4.04.7100

Ver mais

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Artigos relacionados

7 Comentários

  1. É por isso q estou de saco cheio dessa democracia e estou começando a acompanhar Anarco-capitalistas, pq isso q esta acontecendo n é exceção, é o q acontece em tds democracias em algum momento e n há volta. Se é imoral judiciário tomar tarefas de legislativo? sim é, mas onde estão os bons eleitos q votamos? Eles tem poder para limpar o STF? Por que não o fazem?
    Acreditar na democracia é acreditar q 50% + 1 da população tem o discernimento para votar em pessoas capazes e bem intencionadas (e q essas pessoas bem intencionadas são o que dizem ser) , e eu não terceirizaria nenhum aspecto da minha vida a essa porcentagem qnto menos a economia, saúde, educação e segurança

  2. Como é que é? O direito de contraditório e ampla defesa não se aplica a estagiários? Não sei de onde eles tiram essa afirmação, pois na constituição diz que todos os cidadãos brasileiros têm esse direito garantido, o que o estagiário tem de “errado” para não merecer esse direito? Não são cidadãos? Até os piores bandidos e assassinos têm, por que só estagiário que não?
    Eu me envergonho com o judiciário brasileiro, eles rasgam a constituição e interpretam as leis da maneira que eles quiserem ou acharem mais conveniente. Só Deus na causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close