fbpx

Estudo de vacina da Oxford está suspenso

vacina-covid
 


Estudo de vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford foi paralisado, segundo informou nesta terça-feira (8) o site especializado em saúde e medicina, Stat.

O motivo foi a suspeita de uma forte reação adversa, causada em um voluntário no Reino Unido. Apesar da paralisação do estudo, que já está em fase 3, a pesquisa poderá retornar quando o problema for identificado e solucionado.

Por meio de um comunicado, um porta-voz da farmacêutica AstraZeneca disse que o “processo de revisão padrão da empresa acionou uma pausa na vacinação para permitir a revisão dos dados de segurança”.

De acordo com a publicação, ainda não se sabe quem tomou a decisão de suspender os testes, embora seja possível que tenha sido a própria AstraZeneca, e não qualquer agência reguladora.

O porta-voz descreveu a pausa como “uma ação de rotina que deve acontecer sempre que houver uma doença potencialmente inexplicada em um dos testes, enquanto ela é investigada, garantindo a manutenção da integridade dos testes”.

Ainda de acordo com o porta-voz, a empresa farmacêutica está “trabalhando para agilizar a revisão do evento único para minimizar qualquer impacto potencial no cronograma do teste”.

Conforme noticiou o portal R7, a vacina é aguardada com grande expectativa pela União Europeia e o Brasil. O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira (8) que a previsão é começar a vacinar a população brasileira contra a Covid-19 em janeiro de 2021.

Informações: R7

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...