Washington e Londres alertam sobre atividade cibernética maliciosa russa



“Os alvos dessa ciberatividade maliciosa são principalmente governos e organizações do setor privado, fornecedores de infraestruturas e provedores de serviços de Internet”, anunciaram em comunicado conjunto o Centro Nacional de Segurança Cibernética britânico e o FBI americano.

As instituições advertiram todos os provedores de serviços de internet e os clientes privados a considerarem o alerta, depois que as agências do governo descobriram ataques contra dispositivos da internet. No entanto, não deram detalhes da data ou da proporção destas ações.

“O estado atual das redes americanas e britânicas, associada a uma campanha do governo russo para aproveitar estas redes, ameaça nossa segurança e nosso bem-estar econômico”, ressalta o alerta.

A publicação do comunicado ocorre em um momento de alta tensão entre os dois países e a Rússia. Reino Unido e Estados Unidos lançaram no sábado, em conjunto com a França, bombardeios coordenados contra o regime sírio de Bashar al Assad, aliado de Moscou.

Além disso, soma-se o caso do envenenamento do ex-espião russo, Serguei Skripal, e sua filha, Yulia, em uma cidade inglesa, o que o Reino Unido atribui à Rússia.

Fonte: Agence France-Press

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...