Dante Mantovani

Ex ministra LGTBista, abortista e a favor de pornografia para crianças é nomeada diretora da UNESCO

Promotora da Ideologia de Gênero e a favor da visualização de conteúdo sexual para menores de idade, sua referência moral é Simone Weil, a militante feminista que autorizou o aborto legal na França em 1974.

Assim é Audrey Azoulay,  a nova diretora da UNESCO , que terá em suas mãos o poder de influenciar diretamente a Educação Mundial.

O perfil e intenções da nova diretora da UNESCO é chocante e escandalosa, mas nada é mais lógico, visto que a UNESCO é um braço da organização tomada por terroristas de altíssima periculosidade que outrora serviu à causa de estabelecer a “Paz Mundial”, e que agora se transformou também em uma verdadeira máquina de propaganda em favor da pedofilia e da Ideologia de Gênero.

O Bispo de Córdoba, monseñor Fernández, chegou a denunciar há alguns anos que a  UNESCO tem programado para os próximos 20 anos fazer com que metade da população mundial seja homossexual.

Azoylay nasceu no seio de uma família judia de origem marroquina. Seu pai, André, serviu comoconselheiro dos reis marroquinos Hassan II e Mohamed VI, foi aluna da Escola Nacional francesa de Administração (ENA), lugar por onde passa grande parte da elite política européia. Conseguiu o posto na UNESCO devido ao apoio incondicional do presidente da França, Emanuel Macron, que é lacaio da família Rotschild, donos do sistema financeiro mundial. Além disto, ela conta ainda com apoio da chamada “aliança de civilizações” , promovida na Espanha pelo ex-presidente socialista José Luis Rodríguez Zapatero.

 

 

 

Azoulay e o ex-presidente socialista da França, François Hollande, en Hyeres, França.

 

 

Tags
Ver mais

4 Comentários

  1. “O Bispo de Córdoba, monseñor Fernández, chegou a denunciar há alguns anos que a UNESCO tem programado para os próximos 20 anos fazer com que metade da população mundial seja homossexual.”

    Pois bem, se não me engano metade do mundo é muçulmano e não vai aceitar isso, então o alvo do plano é a outra metade inteira?

  2. O que esperar desse lixo de UNESCO?… agora esse negócio de transformar metade da civilização mundial em homossexuais é algo diabólico e perverso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close