Ex ministra LGTBista, abortista e a favor de pornografia para crianças é nomeada diretora da UNESCO - Terça Livre TV
ArtigosDante Mantovani

Ex ministra LGTBista, abortista e a favor de pornografia para crianças é nomeada diretora da UNESCO

Promotora da Ideologia de Gênero e a favor da visualização de conteúdo sexual para menores de idade, sua referência moral é Simone Weil, a militante feminista que autorizou o aborto legal na França em 1974.

Assim é Audrey Azoulay,  a nova diretora da UNESCO , que terá em suas mãos o poder de influenciar diretamente a Educação Mundial.

O perfil e intenções da nova diretora da UNESCO é chocante e escandalosa, mas nada é mais lógico, visto que a UNESCO é um braço da organização tomada por terroristas de altíssima periculosidade que outrora serviu à causa de estabelecer a “Paz Mundial”, e que agora se transformou também em uma verdadeira máquina de propaganda em favor da pedofilia e da Ideologia de Gênero.

O Bispo de Córdoba, monseñor Fernández, chegou a denunciar há alguns anos que a  UNESCO tem programado para os próximos 20 anos fazer com que metade da população mundial seja homossexual.

Azoylay nasceu no seio de uma família judia de origem marroquina. Seu pai, André, serviu comoconselheiro dos reis marroquinos Hassan II e Mohamed VI, foi aluna da Escola Nacional francesa de Administração (ENA), lugar por onde passa grande parte da elite política européia. Conseguiu o posto na UNESCO devido ao apoio incondicional do presidente da França, Emanuel Macron, que é lacaio da família Rotschild, donos do sistema financeiro mundial. Além disto, ela conta ainda com apoio da chamada “aliança de civilizações” , promovida na Espanha pelo ex-presidente socialista José Luis Rodríguez Zapatero.

 

 

 

Azoulay e o ex-presidente socialista da França, François Hollande, en Hyeres, França.

 

 

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

25 Comentários

  1. “O Bispo de Córdoba, monseñor Fernández, chegou a denunciar há alguns anos que a UNESCO tem programado para os próximos 20 anos fazer com que metade da população mundial seja homossexual.”

    Pois bem, se não me engano metade do mundo é muçulmano e não vai aceitar isso, então o alvo do plano é a outra metade inteira?

  2. O que esperar desse lixo de UNESCO?… agora esse negócio de transformar metade da civilização mundial em homossexuais é algo diabólico e perverso

  3. Se o previdente quiser que o Brasil saia da ONU e Unesco tem jeito ou somos obrigados a ficar e seguir as regras deles?

  4. Acredito que esteja na hora de dizermos que marxismo, comunismo, socialismo, stalinismo, nazismo é satanismo. Pelo menos se não no aspecto religioso, que é o caso, então no aspecto ideológico. Afinal matar, roubar e destruir é satanismo, seja lá qual nome queiram dar a isso!!!!!!!!!!!!

  5. Leonardo Garzedim, os muçulmanos não são metade do mundo, chegando, no máximo, a um quarto da população mundial.

  6. A filósofa francesa judia convertida ao cristianismo Simone Weil faleceu em 1943. O autor deve ter querido se referir a Simone de Beauvoir.

  7. As crianças tem sido alvo de várias campanhas nocivas. Cabe a sociedade defendê-las, uma vez que são um alvo fácil e não tem como se defender por sí mesmas. A família e a sociedade devem combater toda tentativa de perverter as crianças, que são o futuro da sociedade.

  8. Simone Weil faleceu em 1943, não sei se era feminista. Começou como ativista mas se converteu.
    Já Simone Veil, a ministra da saúde em 1974 foi quem aprovou o aborto.
    Acho que como a Camila Soares mencionou a feminista e pedófila era a Simone de Beauvoir.

  9. Essa tranqueira de unesco, comunista, deve ser estirpada como um câncer, junto com todos que a apoiam.
    JAIR BOLSONARO 2018!!!

  10. Entao o pedófilo olha pro se filho de 1 ano. Resolve que quer ver um filminho com ele. E tudo bem? Pega sua filh e resolve que quer transar com ela filmar e distribuir o filme pros colegas e tudo bem? A justificativa é SUA ORIENTACAO SEXUAL? essa PUTESCO ta exagerando. Assim os filhos passam a ser mercadoria ou estou errada? A declaraaço universal dos direitos humanos e o ECA são o que? Essa organização das Nações FUDIDAS tá sendo guiada pelo capeta ou coisa parecida… Todos são um bando de pervertidos sexuais. Só pensam nisso o tempo todo. Desgraçados.

  11. Espero que o Presidente Trump desaloje essa ONU e seus puxadinhos de solo americano. E não lhes dê mais nenhum tostão . Aí nós vamos ver o fim dessa organização comunista.

  12. Quando digo que o comunismo é uma arma de satanás para atacar a igreja…(só atacam os cristãos ) as pessoas não dão importância…..nossa luta é contra essa ideologia que na verdade virou uma fé ,fanática que tem hoje no Brasil ,o Lula quase como um papa…e tem em Karl Marx quase que um tipo de Cristo.

  13. Fale news ou não a verdade é que a notícia só interessa aqueles que fazem doações doações a UNESCO , eu não faço , optei por fazer doações a programa que estão mais próximos , aqueles que eu possa está cuidando de perto.

  14. Essa psicopatia da ONU e UNESCO chega a extremos. São bandidos da pior espécie. Trump sempre teve razão; ele está mais é certo em cair fora de tudo que for da ONU. E nós, vamos reagir mais forte ainda, ignorando e desprezando TUDO da UNESCO e AGENDA 2030, educando nossos filhos cada vez mais Ultra Conservadores que odeiam pautas de socialismo, feminismo, multiculturalismo, abortismo, gayzismo, ensinando a amarem somente a Família e Cultura Ocidental Tradicional Cristã.

  15. A ONU e a UNESCO são organismos criados por Satanás, mas o poder deles cai a cada dia, várias nações estão mandando a ONU e a UNESCO às favas. O Brasil também há de dar uma resposta dura a esses pederastas desgraçados da ONU.

  16. Na verdade, tanto a ONU com a UNESCO só serve pra promoção de idéias comunistas para as frágeis nações imburrecidas pelas socialismo mundial. Só produzem lixo em suas deliberações que objetivam atrapalhar o desenvolvimento econômico e legislativo de seus países membros.

  17. Acredito ter-se o autor equivocado quanto à referência moral de Audrey Azoulay. Tal referência deve ser Simone Veil, a feminista que, como ministra da saúde no governo do Presidente Valéry Giscard d’Estaing, impulsionou a legalização do aborto em 1975.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close