Faxina: Bolsonaro informa que irá demitir presidente dos Correios

Correios


Durante entrevista, nesta sexta-feira (14/6), o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que irá demitir o presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha.

O presidente afirmou que o comportamento dele está em dissonância com o governo. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa em contato com o Terça Livre.

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

11 Comentários

Clique aqui para comentar

  • “Em dissonância com o governo”.
    Traduzindo. Deve ser contra Olavo. Deve ser favorável a diversidade, não deve ser puxa saco do governo.
    Qualquer razão ideológica é motivo pra demissão, questão de competência é menos importante pro digníssimo presidente.
    Por isso o presidente esculacha a universidade. Formação acadêmica pra que quando se tem a ideologia Olavista que deixa qualquer um competente.?

  • Dissonância: Foi ao fazer lobby para não privatizar os Correios e tirou fotos com sindicalistas. Na cartilha do presidente CARLOS BOLSONARO, isso foi gravíssimo e o pai concordou.

  • Até um tempo atrás eu ouvia termos como “dança das cadeiras” no governo, membros importantes eram substituídos toda semana, vários ex ministros estão presos e respondendo a processos, agora qualquer troca é um “caos total”, “desgoverno”, “incompetência”, perseguição, etc., estamos no tempo em que não é mais possível mentir tanto sem incorrer em ridicularização e total descrédito, cretinos, vocês não tem mais onde esconder suas cabeças, torcendo contra o país, as fronteiras para vocês saírem estão abertas.

  • Demorou essa mentalidade reinou durante 12 anos e eramos obrigado assistir essas porcarias , não tínhamos ninguém para nos representar presidente esta certíssimo manda ralar faz a limpa nessa estatais um monte de sangue sugas. E esse correio passou da hora de ser privatizado colocam as taxas que querem cobram frete e não entregam na residencia , tem que existir concorrência. O correios e Petrobras são as únicas empresas no mundo que não existem concorrências fazem o que querem com seus preços e ainda conseguem ficar no vermelho ainda bem que isso esta mudando.

  • Pessoal eu sou a favor da privatização, mas só corrigindo uns colegas aqui…os Correios somente possuem monopólio sobre CARTAS e não sobre encomendas…há anos, aliás. Temos várias concorrentes no país, como JadLog, Fedex, DHL…as pessoas podem mandar por estas empresas, mas o preço é altíssimo…já tentei. O que quero nos Correios é acabar com QI (quem indica), cargos de amiguinhos comissionados, incompetência sendo ovacionada e a possibilidade de demissão se o funcionário é vagabundo…isso q quero…além de disponibilidade de produtos (nunca tem) e aumento de carteiros e atendentes e diminuição de inúteis no administrativo. Infelizmente isso só se dará, acredito eu, com a privatização.

  • Este sujeito ganhou a oportunidade de fazer um trabalho em uma empresa contaminada por indicações politicas,corrompida por ministros , diretoria regionais e cargos de chefia e influencia de governos e deputados federais e estaduais, mesmo tendo sido indicado pelo péssimo kassab, perdeu sua oportunidade por expor a sindicalistas, deputados de esquerda, e com partidos que atacam sem descanso o atual presidente o que deveria ser dito ao próprio presidente e ao Paulo Guedes.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...