Feministas publicam manifesto para “enfrentar o governo Bolsonaro”



O grupo “Pão e Rosas”, formado por militantes feministas, lançou um manifesto com nome “por um feminismo socialista para enfrentar o governo Bolsonaro”. As mulheres que se autodenominam socialistas, consideram que o presidente governa após um golpe institucional. No texto, afirmam que é “preciso tirar lições para resgatar um feminismo revolucionário, anti-imperialista, antirracista e pela diversidade sexual”.

Não é a primeira vez que grupos feministas organizam frente a Jair Bolsonaro. No ano passado, o então candidato do PSL, enfrentou manifestações frustradas com o slogan “ele não”. O presidente contou com apoio maciço de mulheres durante a campanha presidencial.

DEPUTADA EXPÕE CONTROVÉRSIAS DO MOVIMENTO FEMINISTA

A deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL-SC), ficou conhecida nacionalmente por ensinar a história do feminismo em seu canal no Youtube. A professora concedeu entrevista ao site UOL explicando as razões de sua luta antifeminista.

“Quando eu comecei a estudar o movimento, a primeira definição que eu encontrei foi a que defendia os direitos civis das mulheres. Direitos iguais, direito ao trabalho, direito ao voto, enfim, o reconhecimento desses direitos. Ou seja, na primeira impressão, eu não tinha nada contra isso. Eu me voltei contra o movimento feminista quando eu descobri que essas bandeiras de reconhecimento de direitos são falsas. São uma maquiagem de algo muito mais obscuro que recebe o nome de revolução sexual, que é a transformação dos comportamentos, da relação e da diferenciação entre homem e mulher”, afirmou.

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • A depravação ideológica, com a campanha de emancipação das mulheres, pregação em redes de tvs,que na verdade é uma forma disfarçada de exploração, do corpo, privação da honra, e degradação da alma dessas mulheres que se deixam levar, sustentando essas falsidades ideológicas.
    Sem dúvida, prefiro que enxerguem em mim erros com arrependimento do que uma falsa perfeição.

  • Boa Tarde! Eu vejo o novo governo sendo bastante atacado.Eu o acampanho no instagram e as postagens são sempre voltadas para nos atualizar sobre as atividades do governo. Não temos que defender grupos,mas o Brasil, o nosso país sim precisa de melhora e não é com manifestos contra o novo governo que se resolve,mas torcendo para que a nova gestão consiga fazer nosso país caminhar. E nós precisamos também contribuir para um país melhor como nossas atitudes de respeito com nós mesmos e com o próximo.É um trabalho em conjunto governo e população.

  • Chega a ser cômico elas dizerem (como se vê no cartaz da foto) que não querem interferência do Estado em seus corpos. Isso, porque na hora de urrarem por aborto irrestrito incluem a pretensão desses abortos serem pagos pelo Estado. Aí, este pode interferir à vontade nos seus lindos corpinhos, né?

  • Quando aparecerá alguém munido de capacidade intelectual pra acabar com essa feiúra mórbida que produz essas desvairadas e insanas?

  • O Eduardo Araujo tirou as palavras da minha boca, na verdade o que as feministas querem é mais estado metendo o bedelho na vida dos outros, o povo Brasileiro já tá esperto com essas falacias esquerdistas.

  • Ideologia esquerdista nenhuma vai meter o bedelho na minha vida, colocar o dedo na minha cara e determinar o que eu devo fazer ou deixar de fazer. Controle social é uma ova, que se dane o politicamente correto e esse bando de “soyboys”.

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...