fbpx

Filme sobre regime militar ultrapassa 1 milhão de views em 15 horas

 


Quase 1 milhão e meio de visualizações no Youtube em 15 horas. O número impressionante foi a marca atingida pelo filme “1964: O Brasil entre armas e livros”, da produtora Brasil Paralelo, que teve seu lançamento na plataforma na noite de ontem. A produção foi censurada pela Cinemark após a sua pré-estréia em várias cidades do país. Em nota, a Cinemark afirmou que a exibição do filme foi “um erro de procedimento” e que não permite conteúdo político-partidário em suas salas de cinema.

Cinemark censura filme do Brasil Paralelo.

A proibição gerou intenso protesto nas redes sociais. Internautas subiram a #1964OBrasilEntreArmasELivros para divulgação do filme no Twitter e apelidaram a empresa de “Cinemarx”, uma referência ao comunista Karl Marx, filósofo disseminador do pensamento revolucionário.

A contradição da Cinemark também foi um ponto levantado pelos internautas. O filme partidário “Lula o Filho do Brasil” foi exibido pela empresa em 2010 sem qualquer restrição. O longa é alvo de investigação da Operação Lava Jato após delação do empreiteiro Marcelo Odebrecht sobre o envolvimento de propina em sua produção.

1964: O Brasil entre armas e livros está disponível no canal do Brasil Paralelo no Youtube e pode ser assistido gratuitamente. Confira o trailer:

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

39 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Cadé o documentário “Soldados do Araguaia”, que não está disponível no youtube também ?
    Que esses 1 milhão de pessoas assistam esse outro filme também !

  • Isso porque o Youtube faz de tudo para baixar relevância de canais de direita (tirando seus likes e seus inscritos), enquanto dá relevância para Felixo Neto. Precisamos de uma plataforma de direita!

  • A cinemark passou o filme do LULALAU CACHACEIRO,BANDIDO E LADRÃO, já uma filme contando as história verdadeira do que aconteceu eles nem falam em erro de procedimento e não tem alinhamento com partidário. Um bando de BABACAS mesmo, mas ninguém precisa da autorização deles hoje em dia a galera pode ver gratuitamente no youtube. A propósito esse filme foi feito sem lei rounet, ou seja, sem dinheiro público só para avisar aqueles ótarios que vem falar bosta, sem antes ao menos consultar as informações.

  • Achei que este filme fosse pra passar pano pras torturas da Ditadura militar mas me enganei. assistam.

  • Quero dar meus parabéns ao pessoal do Brasil Paralelo. Um documentário realista, bem produzido e dirigido.”Abro aspas” para dizer que eu vivi aquele tempo, então, com 20 anos, acompanhei ao vivo, toda esta a história.Parabenizo também, todo o pessoal do Terça Livre. Um abração,

  • Demorou, mas o YouTube finalmente criou vergonha na cara colocou o vídeo do documentário no Em Alta depois de reclamarem muito que tinha vídeos com 50 mil views que estavam no Em Alta enquanto documentário não estava mesmo com milhões de views e centenas de milhares de likes.

  • Minha sugestão é que o filme seja apresentado em 31 de março dos próximos anos para que nossa juventude conheça a verdade sobre 1964 e não sejam mais enganados pelos esquerdistas de plantão.

  • Minha sugestão é que o filme seja apresentado em 31 de março dos próximos anos para que nossa juventude conheça a verdade sobre 1964 e não sejam mais enganados pelos esquerdistas de plantão.

  • Opa!correndo pra casa para assistir um bom filme que retrata uma intervenção honrrada em meu Brasil de 64….Parabéns! que aconteça brevemente outra intervenção contra os bandidos da pátria.

  • Documentário fantástico! Fiquei muito orgulhoso de uma produção brasileira de altíssima qualidade. Parabéns ao Brasil Paralelo. Sem rodeios e direto ao ponto.

  • Oscar e Hhh são imbecis comuno-socialistas com ódio da disseminação da verdade dos fatos a respeito de 64. Mas vocês terão que se acostumar com essas verdades, porque se baseiam em arquivos encontrados em países que sofreram nas mãos dos malditos comunistas, produzidos pelos próprios. Não tem como negar.

  • Interessante. Recomendo. O filme do gênero ficção, mistura momentos verdadeiros com a livre imaginação dos artistas, uma boa fotografia, som primoroso, com fundo musical excelente levando o público a uma viagem em um mundo criado pelos autores numa produção cara, embora afirme ser batissísmica como a campanha do candidato da mamadeira de piroca, não tem sequer um especialista que apresente os métodos para chegar as suas conclusões, não apresenta bibliografias ou referências confiáveis, mas diverte e empolga pessoas com muito coração, mas, que não querem pensar e usar a inteligência num filme cabeça de verdade, o elenco é formado por professores-atores-doutrinadores que nunca escreveram um artigo significativo sobre o tema, mas, dizem entender do que falam. Mas, vale a pena para fanatizar, por outro lado, juntam-se aos que dizem nazismo é de esquerda, a terra é plana e os iluminates vão pegar você. Boa ficção como todo o trabalho do Brasil paralelo,pegue a pipoca e se divirta.

  • Esse filme documentário quebra a coluna dorsal da esquerda comunista. Ali se mata a cobra, fala matei a cobra e se mostra o pau. Muito bem feito, fiquei orgulhoso desse projeto feito por brasileiros de bem.

  • Excelente documentário, recomendo a todos assistirem, ao contrário do que muitos esquerdopatas ficaram repetindo sem ter assistido, dizendo que o documentário faz uma defesa a ditadura, não é verdade, tem sim críticas ao regime militar.

    Quem quer ter um pouco de conhecimento da VERDADE daquela época, assistam não vão se arrepender, agora se a pessoa quer continuar sofrendo de BURRICE CRÔNICA sendo um esquerdopata, sofra sozinho com sua idiotice, depois não reclama que foi enganado por seu professor de história militante de esquerda.

  • o documentário apresenta documentos oficiais descobertos na república Tcheca, que comprovam que a KGB estava influenciando aqui dentro. O documentário todo é baseado em FATOS, testemunhos e documentos, não tem nada de ficção como a esquerda gosta de criar em suas narrativas, garanto, não vão se arrepender.

    Não recomendo o documentário para os esquerdopatas, pois a VERDADE não faz bem para vocês!

  • ESSAS FONTES SÃO MUITO ENGRAÇADAS, IGUAIS AO DO TIO OLAVO RSRSRS
    Impressionante MENINOS EU VI

    Vocês achavam que os “doidões da história” tinham chegado ao máximo quando Ernesto Araújo e Jair Bolsonaro disseram que o nazismo era “de esquerda”?

    Calma, porque a disputa está feia.

    Olavo de Carvalho, o mentor intelectual do presidente, acaba de escrever no Facebook que Jânio Quadros, na velhice, era traficante internacional de armas.

    O Jânio Quadros, na velhice, confessou a amigos meus, em Moscou (não posso dar os nomes), que vivia do comércio de armas para o Khadafi. Ele era a direita fabricada pela KGB.

    Francamente, acho que nem nos piores porres o ex-presidente pensou nisso.

    “Eloá, já sei o que fazer o que fazer com estes dez mil fuzis, quem sabe vende-las-ia àquele homem estranho lá da Líbia?”

    Olavo parace estar sob a influência do Jânio Walker.

  • Excelente documentário!!! Com a qualidade de tudi que o Brasil Paralelo produz, boa.
    Recomendo.

  • A anitta fica em primeiro no em alta do youtube desde 5k de views e 2k de likes.

    material conservador precisa de 1 milhão de visualização, para entrar no em alta, depois de…20 horas ?

  • Esse ESQUEMA, funciona assim, como muitas estratégias diversionistas deste governo das elites, segue uma linha:

    1. Bolsonaro vai ao cinema muitas notícias no G1 e demais meios de comunicação (tesouras funcionando)
    2. famiglia Bolsonaro divulga vídeo relativos a 1964
    3. Bolsonaro diz que vai homenagear 1964 (rememorar)
    4. Brigas na Justiça. Tribunal e STF dão uma forcinha para o governo Bolsonaro.
    5. Lançado Filme 1964 CINEMARK “censura” grande divulgação na mídia
    6. Filme aparece em alta no Youtube, mesmo para quem não curte nada de direita ou política
    7. Comerciais do Brasil Paralelo, no mesmo formato da Betina, aparece como propaganda em massa, spam, no comunista Youtube, numa jogada caríssima.
    8. No vídeo o Brasil paralelo pede dinheiro, diz nada receber do Estado, ser patrocinado pelos fãs.
    9.Não se sabe se o Brasil paralelo recebe dinheiro e fortunas de patrocinadores ricos financistas, deve ser segredo comercial, nada de transparência nesta luta pelo Brasil,
    10. Recorda-se que o vídeo postado no site do planalto foi “assumido” por um empresário bolsonarista, mais um, no meio de tantos empresários, donos de salas de cinema, jornais, sites, lojas, havanistas e impulsionadores “voluntários”, mas, também, fortemente por financistas.

    Bom, depois, de usar publicidade em massa, num investimento estilo empiricus/BETINA, apoio estatal em provável desvio de finalidade do presidente e famiglia presidencial, com uso de site e meios de mídia oficiais (site do Planalto entre outros), o tema mais importante, o Brasil de hoje, não é destaque, colocado em segundo plano, Reforma da previdência ruim, e outros problemas de desmonte do país. Espetáculo, o chamado pão e circo.

  • Boa Terça livre estamos cansados de tanta hipocrisia dessa mídia , temos que chutar a porta e dominar todos os espaços e usaremos apenas uma arma a verdade só precisa disso o povo não aguenta mais , temos que ter um canal na TV aberta que represente povo conservador.

  • E já alcançaram em 2 FUCKING dias a amrca de 3,6 FUCKING MILHÕES de views.
    Dá para alcançar a meta de 4 FUCKING MILHÕES?

  • Sensacional!!!!!! Adorei o filme…só se faz necessário assistir pelo menos, umas 10 vezes, para guardar tantas informações importantes….e limpar toda a sujeira que inseriram em nossas mentes em épocas de colégio…Parabéns aos que se dedicaram a essa obra maravilhosa.

    Deus e a Virgem os proteja.

  • Filme muito bom, vale a pena assistir. Fiquei um pouco decepcionado pela pequena quantidade de informações sobre os documentos obtidos nos arquivos de Praga. Gostaria muito de saber: 1-quem eram os jornalistas que eram pagos para difundir o comunismo na imprensa? 2-qual era a estratégia empregada? 3-até onde chegou esta interferência externa no Brasil?
    Outro ponto que poderia melhorar é na sonoplastia, a música de fundo às vezes atrapalha, quando não irrita. Poderiam também criar uma linha do tempo mais regular para que se acompanhe o desenrolar dos acontecimentos. No mais, um filme imperdível pelo conteúdo. É crítico à ditadura, mas contextualiza muito bem o momento histórico da deposição do Jango. Quem acessar o acervo da Folha, Estadão e Globo, verá que TODOS apoiaram sem hesitação e nunca mencionaram a palavra golpe, nem em 1964, nem depois. Ditadura houve a partir de 1968, mas golpe não.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...