Fux diz que condenado em segunda instância é inelegível



De saída do TSE, o ministro Luiz Fux disse, nesta terça-feira (14), seu último dia como presidente do TSE, que considera inelegíveis candidatos condenados em segunda instância, sem citar, no entanto, qualquer caso concreto. O critério de inelegibilidade baseado na condenação em segunda instância é previsto na Lei da Ficha Limpa. “Não quero pessoalizar. Eu sempre afirmei que candidato condenado em segunda instância é inelegível, portanto não pode atuar como candidato passível de ser eleito”, disse Fux. O ministro ainda disse que a Justiça Eleitoral deve evitar a realização de pesquisas e propagandas com candidatos inelegíveis, devendo coibir “qualquer ilusão de que o candidato poderá concorrer”.

Sobre o Colunista

Redação Terça Livre

Redação Terça Livre

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Por favor, digam isso ao Lula, a turma dele e toda a mídia!

    Não AGUENTO MAIS ouvir nas rádios e toda mídia a turma do PT falando:
    Lula em 1ºLugar nas pesquisas!
    Lula Presidente

    Chega desse cara, pelo amor de Deus!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...