Fux diz que eleições podem ser anuladas por conta de “fake news”



Em entendimento um tanto disparatado do Código Eleitoral, o ministro Luiz Fux, presidente do TSE, afirmou nesta quinta-feira (21) que a lei brasileira prevê a possibilidade de anulação de eleições se o resultado for influenciado por difusão de informações falsas, ou fake news. Segundo o ministro, o Código Eleitoral prevê a anulação de eleição que for “viciada de falsidade”. “O artigo 222 do Código Eleitoral prevê que, se o resultado de uma eleição qualquer for fruto de uma fake news difundida de forma massiva e influente no resultado, prevê inclusive a anulação”, disse ele.
Será que o Código Eleitoral prevê anulação de eleições por urnas eletrônicas fraudadas, no entender do ministro?

Sobre o Colunista

Redação Terça Livre

Redação Terça Livre

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Recado dado se acaso o N- 18 vencer , meu Deus no que se transformou esse pais ?
    Mas pera , as eleições com urna venezuelana pode né ? isso não é ideológico demais não ? cadê a verdadeira democracia ?

  • Parece-me que o STF está pavimentando um terreno propicio para a Volta do 9 dedos bem como uma eventual candidatura.
    Dia 26 a defesa do Ex-Presidente vai tentar lacrar o STF com duas opões, para o Réu já condenado em 2° instancia. 1- Solicita que a pena seja domiciliar, caso o pedido de liberdade seja negado. 2 – para que o mesmo tenha garantido a sua Elegibilidade.
    Detalhe o STF já procedeu deste forma no caso da Ex. Presidente, mantendo a seus direitos eletivos.
    Esse papo de que a Eleição pode ser anulada em caso de informações falsas é papo que pavimenta este terreno propicio para a volta do Condenado.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...